Karamavov


 

“Você mudou minha vida”, disse Penny Lane a João. “Sou agora auto-suficiente sexual.”

Ela mostrava a ele, como um troféu, um troféu precioso, Karamazov. Karamozov era o presente que ele tinha lhe dado. Bastava ligar que ele respondia em poucos minutos. Três pilhas AA. E uma vibração controlável.

Ele tinha estranhado. Por que ela jamais usara um? O ex-namorado, contou Penny Lane, jamais admitira. Sentia-se diminuído. Não entendera que o aparelho na verdade lhe tiraria um peso e uma responsabilidade. Fornicaria com Penny Lane já solta, leve, saciada, inteiramente dedicada ao prazer dele.

“Nunca. Nunca mais vou ter problema em chegar ao êxtase”, Penny Lane exclamou. “Sou tão feliz!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: