Sexo Proibido: uma mensagem de um filósofo de Paris


 

"Clark fotografou a decomposição da sociedade americana"

 

Recebi um email de um parisiense que se identificou como Monsieur Noyer. Reproduzo porque tenho a esperança –  le espoir, como diria Monsieur Noyer – de dar vida nova ao mortiço debate em torno da exposição de Larry Clark. Veio em francês. A tradução é obra de Monsieuer Google.

“Bon jour, Monsieur Hernandez. Uma amiga minha brasileira, que mora em Paris, me contou sobre sua insatisfação com a qualidade da discussão sobre a exposição de Larry Clark no Musée d’Art Modern. Sou, como você, barato. A diferença é que sou filósofo barato, como todos os meus compatriotas, e não escritor barato. Pertencemos portanto à Fraternidade dos Baratos, e isso me levou a tentar ajudá-lo a melhorar o nível do debate.

Monsiuer Hernandez. A mostra deveria não apenas ser aberta a todos como as escolas deveriam levar seus alunos jovens para vê-la.  As fotos de Larry Clark mostram o que acontece a um país quando sua juventude se deixa levar pelos excessos: drogas, sexo, primeiro. Depois BigMacs, pipocas e Coca-Cola.

A geração que foi captada por Clark é hoje a sociedade adulta americana – obesa, neurótica, ultraconsumista. O declínio americano foi antecipado por Larry Clark em sua imagens tão bem quanto Edward Hopper captara antes a solidão nos Estados Unidos.

Os patriarcas americanos construíram um país à base de trabalho duro e uma vida simples, austera, sem ostentação. Disso resultou um grande país. Que começou a se desfazer quando aqueles princípios fundamentais foram destruídos.

Monsiuer Hernandez. Lamento não poder levar meus filhos e sobrinhos menores à exposição, embora haja um número irritante de pédérastes que só que querem ver os membros dos garotos fotografados.

Mas vou mostrar aos jovens Noyers o trabalho de Larry Clark para que eles saibam o que acontece quando você se entrega a excessos.

Au revoir, monsieuer.

MN

23 Respostas to “Sexo Proibido: uma mensagem de um filósofo de Paris”

  1. Maria Augusta Says:

    O que te torna fascinante é a forma criativa com que provocas os teus leitores, o modo sútil como colocas o óbvio e a grande habilidade em utilizar o google. Em suma, és genial.

  2. Graça Says:

    Fabio…mortiço debate ? Vc me conquistou…

    Os jovens hoje, perderam a inocência? Ou nós a tiramos deles na forma como a sociedade se apresenta? Se, estamos preocupados com a sustentabilidade do planeta falando e debatendo sobre nossa responsabilidade com as futuras gerações, por que não nos preocuparmos com as pessoas que viverão nesse mundo, ou seja, as crianças e os jovens?

    Não é apenas sobre sexo, é sobre tudo o que envolve emocionalmente a formação de uma criança. As crianças e os adolescentes têm uma parte de suas vidas roubadas por uma antecipação da vida adulta e isto já apresenta resultados como o aumento da depressão, um maior número de crianças hiperativas, um aumento assombroso de gravidez na adolescência, o surgimento de verdadeiras “bombas relógio” prestes a explodir entre os jovens…e por aí vai.

    Crianças não devem ser erotizadas nem na arte e nem em lugar nenhum. Há um tempo para isto acontecer na vida adulta.

    Não sei como a pedofilia nasce ou se desenvolve, mas com certeza essa exposição desproporcional a que crianças e jovens são submetidos não facilita em nada encontrarmos soluções para este problema.

    Acho que tudo o que suscitar uma discussão em torno do tema é válido. Se esta oportunidade veio na forma de uma proibição para que menores de 18 anos visitem a exposição de Clark, tudo bem. E de mais a mais, particularmente, não considero arte o que Clark faz. Para mim, o artista do século XXI deve passar também pela responsabilidade como cidadão.

  3. Karina Says:

    Ja falei e disse.

  4. Graça Says:

    Ah! Fabio…tô achando que esse debate não vai rolar não…

    • Fabio Hernandez Says:

      a esperança é a última que morre. avante!

      • Graça Says:

        Avante, eu? Já estou sendo bombardeada o suficiente no blog do seu amigo. Só me faltava ser aqui também…putz, vou começar a achar que estou com tendências mazoquistas.

        Vc sim, é que pode dar um empurrãozinho no debate por aqui…vamos hombre, avante!

      • Graça Says:

        …masoquismo é com “s”…sorry…

  5. Rodrigo Garcia Says:

    Nosso amigo Nogueira disse em seu blog que a arte tem que se adaptar ao mundo e não ao contrário. Caso isso fosse seguido pelos artistas talvez não existisse metade das obras de arte que temos hoje. Arte que não transgride não é arte. Ponto.

    Se o que Clark tenta mostrar através deste ensaio não é suficiente para torná-lo digno de ser exposto hoje é porque ele estava certo. Quem sabe o mundo esteja até pior do que ele imaginava.

  6. John Says:

    FH…

    Me mt plausivel q se dê censura +18 para esta obra. Realmente ha plausibilidade aih. Pra vc nao?? nao entedi… Em bares soh se pode entrar com mais de 18, e nem ha nada demais em bar, nao ha perversao, nao ha pessoas nuas (alguns nao), mas apenas por ter drogas licitas para maiores de 18, entao ninguem reclama q bares sejam licitos para apenas maiores de 18 anos. Pronto. Simples. Existem filmes e jogos de video games modernos, q tb tem censura para maiores de 18 anos, e vc vai ver o filme e o jogo, e ele eh mais tosco do q violento ou perverso.

    Deveriam eh fechar essa amostra e prender todos os pervertidos pederastas!!
    😛

  7. John Says:

    E esse frances aih nao falou nada com nada… O q q tem a ver estes 2 pontos:

    1 – Os pastores recém chegados no territorio q viraria os EUA, q q mandaram fazer uma igreja no centro do vilarejo, e foram dando funçoes para cada habitante, norteando o q cada um faria para construir e trabalhar naquele local;

    2 – Com uma censura +18 plausivel e razoavel (no sentido de racional)???

    Nao vi relaçao entre o 1 e o 2😛 Vi q ele kis dizer q deu uma lida de leve em historia americana, e kis mostrar q leu. Soh isso. Mas nao q kis se mostrar compreensivel para todos. E ser compreensivel é um objetivo mt louvavel, q deve ser buscado tanto por academicos, como por nao academicos.

  8. John Says:

    nao entendi a indignaçao e a vontade de uma discussão contra a censura +18 para uma obra adulta, de cunho sexual. Para q colocar criancinhas alih?

    • Karina Says:

      John… estou ficando louca ou no não-debate anterior vc defendeu exatamente o contrário, dizendo até que considerava uma “obscenidade” a censura para menores de 18?!

      ou… acaso está debatendo consigo mesmo?

      • John Says:

        karina, tava brincando soh, antes ^^

      • Petite Poupée Says:

        John,

        seu primeiro comment, lá no outro post, foi beeem melhor…

      • John Says:

        😛

        até q acho interessante q haja uma educaçao sexual. Fiko abismado qd vejo noticias de q colegios catolicos proibem qualquer tipo de educaçao sobre isso dentro dos colegios. Aih eh seguir uma doutrina bem extremista. Mas nao conheço a peça. E sei q a frança nao é vinculada a nem uma doutrina religiosa. Entao nao sei se ela decidiu a censura por nao haver nada de interessante para a informaçao sexual, q eh importante as crianças aprenderem sobre isso sim. Ou se o conteudo era realmente algo condigno para +18 ^^ Nao sei… Nao conheço a amostra

      • Gueixa Says:

        Ei John…Não tem festa em sua casa hoje não?É aniversario dele gente!

      • Petite Poupée Says:

        Feliz Aniversário gatinho! Saúde e Paz!😉

      • John Says:

        A gueixa nao tem nem um pudor em desvendar segredos😛

        brincadeira

        Obrigado pelo desejo de boas coisas petite poupèe! pra vc tb😉

      • Karina Says:

        LOL
        Parabéns, John!!!
        coma muitos bombons de cupuaçu por mim!!! ; ))

      • Fabio Hernandez Says:

        Parabéns, John … pelo Dia das Crianças!

  9. John Says:

    thnx😛 Isso faz seu parabens nao ser atrasado, mas surpresa, já q foi para os dias das crianças. Entao tudo bem, parabens aceito😛 Já q um parabens surpresa vale mais q um parabens atrasado ^^

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: