Sexo proibido


Quero ouvir você.
Você mongo, você monga, todos nós mongos.
A foto de página inteira do Liberatión é do Larry Clark, aquele fotógrafo e cineasta americano (Kids) cuja marca são adolescentes no cio e chapados.
Uma retrospectiva dele em Paris recebeu da prefeitura censura de 18 anos. Daí a manchete indignada do jornal.
Ao Liberatión, Clark disse que quem perde são os menores de idade, privados de ir à exposição.
E então, que você acha?
Abertos os debates.

10 Respostas to “Sexo proibido”

  1. Karina Says:

    Lembro que vi Kids depois de ter assistido a Meninos não Choram. De tão ostensivo, não achei nada demais em Kids. Meninos não Choram, por outro lado, foi marcante.

    Sobre a exposição, bem…
    Descrição de parte das obras, para deixar mais claro de que se trata:

    “Um quarto com colchão no chão e, atirada sobre ele, de pernas abertas, uma rapariga que se deixa penetrar por um rapaz enquanto outro observa e se vai masturbando; uma janela e, junto a ela, uma grávida calmamente sentada, uma quase pintura flamenga, não fosse a seringa espetada na veia do seu braço direito; aqui um rapaz em roupa interior que enfia um revólver na boca como que prestes a disparar; ali um sexo feminino a abrir-se para nós, os dedos de dois rapazes a enfiar-se entre a carne das coxas e os pêlos pretos da púbis, a desaparecer por ali adentro.”

    Entrar no mérito da censura é complicado. Acho que cabe aos órgãos estabelecer a “censura” a título de informação, mas não obrigá-la à sociedade.
    Penso que o ideal seria que toda arte que não permita censura livre, do ponto de vista das autoridades, viesse acompanhada de uma campanha educativa cuja elaboração coubesse aos responsáveis pelas obras.

    Em todo caso, 18 anos é um exagero para nosso tempos.

  2. John Says:

    Realmente, é um exagero!! Um descaso com nossos tempos!! E pq nao, os bons tempos!!!! Uma obscenidade, na verdade, isso de censurar para menores de 18😛

  3. Moça Bonita Says:

    Entreouvindo numa mesa de bar:
    ( depois do terceiro drink)

    – Mas não seria o caso de colocar uma tarja preta nas obras?
    – Putz! É isso que dá misturar tarja preta com álcool!

  4. Red,whathellisthat? Says:

    Engraçado, as guerras que consomem milhões e matam muitos (incluso as religiosas), a fome que mata tanto quanto; gente que não lê, não escreve e o que mais queiram citar aqui, NINGUÉM CENSURA!
    Mas quando se fala de sexo a hipocresia toma conta!
    Cada um que defina pra si o que acha ilegal, imoral e que ingorda e pronto!
    Abaixo a tarjeta preta!
    ;0)

    • Fabio Hernandez Says:

      Red, vc concorda comigo que o nível dos debates da galera está bem, bem fraco?

      • eroticthink Says:

        Ah!, FH, é MUITO difícil assumir que poderia ficar sem tarjeta preta: o que vou dizer lá casa, no trabalho, pra meus (futuros) filhos que sou a favor de uma exposição que fala sobre drogas, sexo e violência?
        Eu que sou um exemplo?
        Pois é, pois é…
        ;0(

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: