O aborto e a mulher do Serra


Quero ouvir a voz rouca e sexy do blog sobre o seguinte fato: a declaração da mulher do Serra de que Dilma, sendo favorável ao aborto, gosta de matar criancinhas.

17 Respostas to “O aborto e a mulher do Serra”

  1. Graça Says:

    Fabio, no Brasil se praticam hoje, 1 milhão de abortos clandestinos por ano. Qualquer pessoa, principalmente pública, que tente insuflar a população a discutir apenas no âmbito do ser contra ou favor é no mínimo leviana e irresponsável, para não dizer desonesta, dado o momento eleitoral.

    A questão do aborto é profunda e complexa e merece sim ser discutida, mas com seriedade e responsabilidade para que se encontrem soluções viáveis.

    A Mônica Serra, como mulher e cidadã, deveria ter se negado a prestar esse papel ridículo na tentativa insana de salvar a candidatura, ao que tudo indica já perdida, do marido.

    • Fabio Hernandez Says:

      disse tudo, Graça

      • Liz Maria Says:

        É incrivel ver como as pessoas se deixam ser manipulada com pesquisas que distorcem a realidade, totalmente inverídica esta informação de que há no Brasil um milhão de abortos clandestinos.
        Vejam, pesquise, comparem e percebam que esta situação é totalmente manipulada para que as pessoas achem que o Brasil é a favor da descriminação do aborto.

        Falo isto pq me aprofundei nesta questão e vi todas as manipulaçãoes feitas nos paises, em que hj é autorizado o aborto.

      • Karina Says:

        Liz Maria,

        Se forem apenas 10 mil (por exemplo), muda o quê? só para entender.

        Esse dado de 1 milhão nos induziria a achar que 1 milhão de mulheres efetivamente desejaram o aborto, e não existindo mais esse número devemos considerar que, afinal, o aborto não é tão desejado assim?
        Se for esse o caso, não deveríamos tb recear a descriminalização, certo? ela atenderia apenas àquelas que o desejam.

        Ou a questão é que 10 mil mulheres se submetendo ao aborto clandestino não representam um problema de saúde pública pq são casos “isolados” que não merecem atenção?

  2. Eduardo N. Says:

    Lembremos: os comunistas sempre foram tidos como os “comedores de criancinhas!”

  3. Paulo Rods Says:

    legal falar de politica nesse momento hernandez!
    eu sabia que alguem ia falar que ela quer salvar a candidatura do marido
    antes de terminar de ler o post. acho que o que cabe aqui e discutir nao se a Dilma e contra ou favor ou quem quer que seja mas que isso deveria ser uma opcao de cada um afinal todos sabemos que isso e opcao nas classes mais altas, por que nao democratizar nao e? agora sou totalmente contra bolsa-qualquer-coisa daqui a pouco vai ter bolsa aborto tambem? sou a favor de educacao para nosso povo que nao precisaria de bolsa esmola e nem de ninguem q ajude a levar uma vida sexual promiscua e irresponsavel.
    um abracao

  4. Marcela J. Says:

    Fábio,

    Esse assunto me fez lembrar de um livro muito bom chamado A Volta. O livro conta a incrível história de reencarnação de James Leininger. Seus pesadelos lhe permitem falar sobre pessoas e cenas com uma riqueza de detalhes assustadora, fazendo com que seus pais, Bruce e Andrea Leininger, começam uma busca incansável pela verdade por trás das palavras da criança. O resultado é a descoberta da história de James Huston Jr., piloto norte-americano que morreu na Segunda Guerra Mundial e a impressionante ligação entre este e o pequeno James.
    Numa das passagens do livro, o menino fala de quando escolheu seus pais para nascer nesse mundo. Acho que se interessou-se pelo assunto do post, vai gostar do livro… Não sei se tem filhos, mas essa parte do livro me emocionou demais..

    Ainda sobre o aborto, na nossa constituição somos livres e podemos ter ou não religião. Seguindo esse conceito a saúde deve estar dissociada de credos ou crenças. Sendo assim, é importante e necessário intervirem nos abortos clandestinos.

    Eu não abortaria, mas não transo com quem não penso que poderia ser um bom mardio e pai dos meus filhos… Mas, cada cabeça uma sentença.

    Bjs

  5. Rebeca Says:

    Minha mãe abortou filhos (no plural pois foram mais de 2) e isso me traumatizou bastante durante um período da minha adolecencia, achava que poderia ter sido eu uma das vitimas (digo assim pq a criança morre sem saber pq) e muito tempo fiquei atormentada por essa idéia de ter sida uns dos escolhidos pra ela não abortar, mas depois passou.
    Acho que ela esta usando isso só pra salvar a campanha do marido, mas esse assunto é polemico mesmo, eu jamais abortaria… mas as opiniões divergem.

  6. Luis Henrique -MG Says:

    Simplesmente o cúmulo da estupidez. Na realidade, a queda de Serra nas pesquisas e sua derrota iminente irão fazer com que seus aliados e, no caso, parentes, acusem Dilma de tudo aquilo que contrarie ou cause espanto à opinião pública. Não duvide se surgir pessoas se dizendo parentes de alguém que Dilma “assassinou”. Vão fazer de tudo e essa acusão da esposa de Serra foi uma tentiva inglória de fazer Serra ganhar as eleições.

  7. Moça Bonita Says:

    Entreouvindo na banca de jornal:

    – Vc não acha que a campanha do Serra é um carro desgovernado?
    – Putz, a questão nem essa, meu…
    – É qual então?
    – Meu, tinha que ser uma mulher a jogá-lo no precipício?

  8. Fernanda Says:

    É a opinião da dona Mônica, oras…Estranho isso, todo mundo tem direito a uma opinião, principalmente quando são opiniões liberais. Mas quando a pessoa é “conservadora”, e isto não necessariamente provém de questões somente religiosas (já que isso é quase ser criminoso ou medieval na nossa sociedade..como é mesmo?…Se Deus não existe, então tudo é permitido…). Algumas opiniões podem também vir de reflexões filósoficas absolutamente ontológicas. E a nossa CF diz que somos livres sim, mas não para tudo que der na nossa cabeça. O nosso Código Civil protege o nascituro isto é, o embrião.
    Esse blablablá político, seja de quem for, falando de aborto, fica muito bonito em discurso num país de políticos irresponsáveis que não conseguiu sequer educar sua população a respeito de cuidados básicos de prevenção. Mulheres morrem devido à intercorrências de abortos mal praticados sim, mas morrem também apanhando de maridos, levando bala de namorados, e hoje alcançam os homens em doenças causadas pelo estilo de vida, tal como a dupla stress + cigarros….
    Esse mundo contemporâneo, sobretudo a sociedade brasileira, é legalista, achando que tudo se resolve na canetada!
    Na verdade, a reflexão é bem mais profunda do que a maioria está disposta a fazer, mas afinal, pensar…pra que pensar??!!!

    • Fabio Hernandez Says:

      Fernanda, o problema é que ela foi altamente hipócrita … aquela história de “matar criancinhas” é demais. Não é a posição dela que incomoda. Todas as posições sobre o aborto são respeitáveis. É a apelação …

  9. rafa Says:

    Essa hipocrisia gera hemorragia…

    Uma país avançado é um país pró-escolha!

  10. Nicky Says:

    Não.
    Um país avançado é anti-ignorantes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: