As confissões eróticas da Senhorita Y


Recebi de uma atrevida leitora um relato que faço questão de compartilhar. Chamemo-la de Y, Senhorita Y. Ela alterna leituras regulares da Bíblia Sagrada e do Kama Sutra, e o resultado dessa mistura extravagante é que ela anseia por bofetadas sexuais. Se se confessa depois com um santo padre? Não sei.

Confesso que fiquei meio mordido ao ver uma menção desairosa a meu livro, que ela diz não ter tempo para ler. Ora, será que entre um tapa e outro não existe algum espaço para leituras?

Apesar de ser antagônica nas leituras, não abro mão de duas literaturas de cabeceira: A Bíblia Sagrada e o Kama Sutra. Leio, religiosamente, um bom trecho de cada um por semana. Talvez seja por isso que ainda não tive tempo de ler “Confissões de um homem Sincero”.

Nenhum livro me agrada totalmente. Eu não sou exigente. Sim, eu sou. É que livros trazem verdades absolutas de quem os escreve. E como não existe nenhum dedo da mão igual ao outro, não existem verdades absolutas que agradem a todos completamente.

Li no Kama que arranhões, apertos, pressão, são muito bem-vindos quando o casal não está apaixonado. Eu discordo. Quer dizer que casais apaixonados não merecem aventuras sexuais? Gemidos estridentes? Papai e mamãe agrada sempre?

Apertos, arranhões, tapas e palavrões fazem parte do universo “carnal” que merece existir em cima da cama, independentemente se há ou não sentimento.

Eu sou o perfil de mulher dominadora: comando dois adolescentes em casa (irmãos 10 anos mais novos que eu), sou líder no trabalho, nos negócios da família eu sempre palpito e não espero o cara resolver que me quer para que ele saiba que estou de olho nele. Bom, com tanta iniciativa na vida, achar um cara que te põe no seu lugar e manda no sexo é um luxo!

“Um tapinha não dói”. Não mesmo. E quem não prova, ou desaprova, é por puro preconceito (isso é minha verdade absoluta). Não que transar devagarzinho seja ruim. Nos dias de mimo, qualquer mulher merece ser tratada como princesa. Mas ser dominada como uma prostituta na cama, não tem preço! Um homem de verdade te mandando, te comandando… hum…

Ouvir expressões de temática erótica (cachorra, safada, vadia, vagabunda, puta, prostituta…) tiram de você a veste de mulher perfeita de almoço de domingo. Já é tão normal ser respeitada no ambiente familiar, profissional, que na cama isso pode ser enjoativo, piegas.

Ok, ok. Estamos aqui pra buscar o prazer mútuo. Que homem não gosta de ter uma mulher delicada, feminina ao seu lado, sentadinha como uma lady na cadeira do restaurante? Se essa mulher linda for capaz de sussurrar no ouvido que está sem calcinha e espera ele no banheiro, vai ter casamento logo. Quando é pra ser delicada, seja. Mas na hora da transa é necessário ser ousada. Liberta!

Puxões de cabelo bem perto da nuca, um tapa na bunda enquanto você está gloriosamente prostrada de quatro ou um cara enquanto ele te cavalga… Ah, não tem mulher que não grite. Não de dor. De prazer. É como se o orgasmo fosse igualmente explosivo ao tapa. Diretamente proporcional.

Claro que existe a linha tênue entra erotismo e obscenidade. Tudo que torna a carne objeto de desejo é erótico. Vontade de pegar, beijar, desfalecer. E (por que não?) bater. Apanhar. Gemer. O obsceno desvaloriza, humilha. Esse aí não é legal. Levar uns tapas te deixa viva! Dá a nítida sensação de que você é desejada por um homem viril, que comanda.

E nem na cama (sexo desprendido), nem no relacionamento (sexo comprometido), mulher deseja homem frouxo, ou estou errada?

4 Respostas to “As confissões eróticas da Senhorita Y”

  1. Karina Says:

    euconfesso.com… conhece, Fabio Hernandez? vai se divertir lá! lol

  2. Nina Says:

    Costumo dizer que se é pra falar de amor, que seja fora da cama.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: