“Q” é de “Quase Seguro”: O Amor de A a Z


“Q” é de “Quase Seguro”

Bonita a batida em que vamos avançando em nosso projeto de um dicionário conciso amoroso. “Q” é de “Quando Seguro”, um estado que nós homens estamos certos de que um dia há-de nos abandonar como uma espinha de adolescente …

“E então você se formou. Arrumou um emprego promissor. Tem um cartão profissional. O carro podia ser melhor, mas é bom. Tem ar-condicionado e som. O namoro é firme. Deve terminar em casamento. Seu armário tem até um blazer Armani que você comprou num momento de entusiasmo e desvario. Mil reais. Você parece o cara mais seguro do mundo, como todos os seus colegas e amigos. Mas só parece. Lá dentro continua uma criança, como todos os seus colegas e amigos. Todos disfarçam bem. Todos aprenderam que ser homem é ser forte. Você queria gritar socorro, mas não convém demonstrar fraqueza. Você queria se abrigar no colo de seu pai, mas ele já não está lá. E então você ri, porque a vida é mesmo engraçada, repleta de crianças fingindo-se de homens até o último dos dias.”

7 Respostas to ““Q” é de “Quase Seguro”: O Amor de A a Z”

  1. Graça Says:

    Ai, Fabio, acho a sociedade hoje, muito cruel com os homens. E as mulheres, em alguns momentos, sao mais crueis ainda.

    Se vcs sao eternas crianças, nao esqueça que as mulheres os criaram assim e depois cobramos de nossos homens adultos o que nao estao preparados para nos dar…complicado…

    • Fabio Hernandez Says:

      homens, pobres homens, pobres de nós que além do mais sequer podemos descansar sossegados no pós-coito …

  2. Graça Says:

    Fabio, vc me convenceu. De hj em diante vou considerar o pos-coito o horario sagrado dos homens, com direito a um total silencio…nem uma unica palavra…

    Ah! Com pizza na geladeira e pipoca no microondas…faltou alguma coisa? Aproveite, que hj nem eu estou me reconhecendo…

    • Fabio Hernandez Says:

      coca zero gelada

      • Graça Says:

        Se eu pudesse escolher, deixaria para meu amado: salada de tomate, agriao e palmito com um suco bem gelado de melancia; de sobremesa, morangos… comidinhas para depois do amor, como dizia o poetinha, Vinicius de Moraes…

  3. Libète Says:

    O único que digo é que aos 41 anos, e sem a menor modestia digo que realmente não os aparento, resolvi oficialmente brincar de ser adulta… mas continuo achando um porre…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: