A regra de ouro é livrar os que amamos de nós


Estou lendo um novo livro do Le Carré, A Most Wanted Man. Gosto dele, um dos maiores escritores dos últimos 50 anos. O Espião que Saiu do Frio é uma obra-prima, um retrato pungente, dramático, brilhante da Guerra Fria, na qual por pouco não viramos pó todos nós, terráqueos.

Mas o que mais me perturbou foi a epígrafe do livro.

Friedrich Von Hugel: não sei onde Le Carré foi buscar esse misto de filósofo e teólogo nascido na Alemanha. Mas foi. Talvez porque o romance seja ambientado na Alemanha e tenha um conteúdo religioso forte — a questão islâmica.

A frase hugeliana que me chacoalhou: “A regra de ouro na vida é fazer com os que amamos se livrem de nós”.

Transporte isso para o terreno amoroso. Fazemos mesmo mal a quem amamos. Isto é fato. Se não os livramos de nossa presença não é por magnanimidade e sim por egoísmo.

A sentença de Hugel incomoda tanto por uma razão: por ser verdadeira.

7 Respostas to “A regra de ouro é livrar os que amamos de nós”

  1. lluciana Says:

    NÃO ACREDITO NESSA FRASE!!

  2. Graça Says:

    Acredito sim, Fabio, que a presença constante em um relacionamento faz muito mal, tanto para quem amamos como para nos mesmos.

    A ausencia na medida certa, alimenta, sustenta e fortalece. Pelo menos para mim, funciona dessa forma.

  3. Fabi Says:

    Seria fantástico se pudesse ser feito…isso é o maior engodo!…mas, fica lindo quando a gente lê…essa conversinha mole de quem diz que ama d+ a ponto de ter que se distanciar para não prejudicar: é história de quem está querendo dar bolada nas costas.

  4. alil Says:

    Acho que primeiro temos que entender o conceito de amor. Pra mim, um tanto indecifráfel. Em parte acredito nessa frase, pois tive que me separar de um pessoa deveras importante porque sabia que estava fazendo mal a ele. E vice e versa. Mas ainda o amo. Muito. E esse amor é infinito. Entretanto, não dá pra ficarmos juntos. entende? É confuso, sim. Mas ilustra um pouco o seu post, Fábio.

  5. Petite Poupée Says:

    Desapego me exige muito treino, muito mesmo…

    Eu estou adorando os nus… tão belas, tão quentes…

  6. Robson Says:

    Humm…
    não sei não…
    vou filosofar um pouco
    e volto noutra ocasião…

  7. Lorena Says:

    Amo os cobradores das minhas dívidas. Vou continuar a livrá-los de mim por um bom tempo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: