Minha vida pertence a mim


Não sei por que, uma música de George Harrison que estava adormecida em mim há muitos anos ressurgiu. Não é um dos clássicos, nem Something, nem While My Guitar, nem My Sweet Lord. É um lado B, digamos. Pertence a um dos maiores álbuns do rock, Living in the Material World, de meados dos anos 70.

É daqueles álbuns raríssimos que você ouve inteiro. Uma música puxa a outra.

A canção que cito é um manifesto que todos os amorosos deveriam ter em mente. O verso essencial: “My life belongs to me/My love belongs to who can see it.”

No amor, você é você, como diz George. E a relação só pode dar certo se o outro lembrar disso  — e você também.

16 Respostas to “Minha vida pertence a mim”

  1. Grace Olsson Says:

    Fábio, vc já leu o poema do Pablo Neruga IF YOU FORGET ME” ? O caminho é esse: SE VOCÊ ME ESQUECER little by little, eu te esquecerei little by little…
    IMpossivel uma relacao nao dar certo se os dois estiverem comprometidos com o amor….dos dois..

  2. Graça Says:

    Fabio, nao acredito em uma relaçao onde um abra mao da sua individualidade pelo outro, e fadado ao insucesso.

    Cada um tem seu caminho, suas vontades e seus sonhos. Podemos sim, flexibilizar, mas jamais deixar de sermos nos mesmos…jamais. Quem nao compreende isso e porque acha que sua vida e mais importante e que o outro lhe pertence…engano. Respeito mutuo e a semente que deve ser cuidada desde o primeiro dia em que se conhece alguem.

  3. Karina Says:

    É isso.

    Sem mais.

  4. Rafa Says:

    My sweet George, mestre =)

  5. Libète Says:

    Concordo 1000%!!

    Compartilho no meu blog…
    http://momentoliberdade.blogspot.com/2010/07/amor.html

  6. Petite Poupée Says:

    Adoro!

  7. Senhorita M Says:

    “E ninguém é eu, e ninguém é você. Esta é a solidão” (Clarice Lispector). E é uma solidão absolutamente necessária.

    Compartilho meu blog também…
    http://senhoritam.wordpress.com/

    Beijos

  8. Nicky Says:

    My love belongs to…

    hmmm…
    *TôPensandoNisso

  9. Camila Latrova Says:

    “Quem nao compreende isso e porque acha que sua vida e mais importante e que o outro lhe pertence…” Gostei muito da observação da Graça.
    Mas acho que quando as pessoas se tranformam, fazem isso por vontade, por gosto, por achar que vale a pena. Mesmo que depois se arrependa. A minha vida pertence a mim, mas eu mudo quando quiser e por quem eu quiser. Correr o risco

  10. Ana Whocares Says:

    curioso seu post. Eu tenho uma frase semelhante, quase meu grito de guerra: minha vida é minha! Assim mesmo, redundante. Tomar posse da vida, pelo menos para mim, é uma luta hercúlea diária.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: