Toda mulher deveria vestir burca pelo menos uma vez na vida


ESTOU LENDO “A WEEK IN DECEMBER”, do romancista inglês Sebastian Faulks.

Não sei se Faulks já foi traduzido no Brasil, e agradeceria se alguém me dissesse. Mas o que quero destacar aqui é uma reflexão libidinosa de um personagem, um jovem e radical islâmico que vive na cidade onde se passa o romance, Londres. Hassan é o nome.

Ele levava uma vida normal até que decide declarar guerra ao Ocidente. Adere a um grupo terrorista que promove a Jihad, a Guerra Santa dos muçulmanos. Pois é esse jovem-bomba que diz uma coisa que me chamou a atenção. Ele se sente sexualmente atraído pelas garotas que usam os véus femininos.  As formas insinuadas o provocam mais que as formas expostas claramente.  Tem pensamentos lúbricos com uma delas. “Ele via através da burca”, diz o narrador. “O sutiã branco e limpo que ele como que adivinha, a calcinha.  A curva dos quadris, os seios pequenos e firmes. Os olhos, mesmo sem maquiagem, pareciam convidar.” A radicalização faz Hassan varrer o sexo da mente, e desprezar os ocidentais, depravados.

No romance de Faulks, uma autoridade islâmica do Corão, o livro sagrado dos muçulmanos, é citada numa reflexão sobre o orgasmo que eu também gostaria de colocar em discussão. O estudioso afirma que a sensação do êxtase sensual é uma antecipação fragmentada de algo que o fiel a Maomé sentirá para sempre assim que chegar ao paraíso.  Hassan, porém, tem uma visão bem diferente. Sexo é pecado.  A cena em que ele copula com uma virgem é a menos erótica que li na minha vida. Ela pede para apagar a luz, o que tira o “fator de estimulação visual”, como escreve Faulks. (Gostei dessa. Hahaha.) Ele quer parar no meio, ela pondera que se foram até ali era para terminar, e depois ele fica tão envergonhado que não tem mais coragem de vê-la. Deflorou, sofreu e partiu.

Foi uma passagem péssima. Mas o enlevo sexual que o véu provoca em Hassan foi bem construído. No mundo contemporâneo, acho que toda mulher deveria ter uma experiência com burca. Alugar uma. E zanzar com ela por um período, para ver como os homens reagem e como ela própria se sente.

Pode ser surpreendente.

Se fosse mulher, experimentaria. Talvez até andasse sem nada por baixo. Mas graças a Deus não sou. Detestaria ter que dar a mão para barbado.

48 Respostas to “Toda mulher deveria vestir burca pelo menos uma vez na vida”

  1. Fabio Hernandez Says:

    Pelas barbas do profeta, nem um só comentário???

    • Alice Barros Says:

      Melhor aproveitar esses fragmentos por aqui do que provocar a morte na ânsia do ‘suposto’ e incerto extase sensual eterno!
      Pense nisso!

    • Guilherme Says:

      Concordo com a Alice em gênero, número e grau.

    • Nicky Says:

      Calma aí, cara Pálida!
      Acabei de ler o post 😛
      Vida de professora em final de semestre é dura, vc deveria saber! *hunf

  2. Guilherme Says:

    Caro Fábio,

    opiniões sobre esse assunto são muito divergentes. A minha preferência é bem parecida com a preferência do jovem protagonista desse romance. As “formas insinuadas” tem a capacidade de me “tirar do eixo”. Longe, mas bem longe, de uma mulher de véu mexer comigo. Mas eu admiro saias curtas, biquinis brasileiros e por último e não menos importante um decote na parte superior. Tudo que valorize a forma feminina tem conceito “A” com a minha pessoa. Sou fã.

    Bom… Não entendo absolutamente nada de Islamismo. A única coisa que sei é que existe uma ala mais radical que gosta de matar Cristãos. Esses aí eu gostaria que fossem extintos do planeta. Não é preconceito religioso, é apenas uma promoção da paz mundial.

    Abraços…

  3. Gueixa Says:

    Saudades El Hombre?

    • Fabio Hernandez Says:

      nossa, alguém lembrou dele, o insandecido homem que decidiu exterminar o sueco maldito! vou cutucar el hombre para ele se manifestar …

      • R. M. Gonçalves Says:

        Fabio, não querendo puxar sua orelha, dê um fim ao enredo e termine que começou.

      • Fabio Hernandez Says:

        el hombre está radicalizado como o bin laden, robson. calma que ele já volta, talvez hoje ou amanhã

  4. Graça Says:

    Fabio, usar uma burca…nem pensar…vai contra todo e qualquer principio que eu tenho !

    • Fabio Hernandez Says:

      Graça, o único sentido de ter princípios é poder jogá-los fora. pense nisso e trate de experimentar sua hijab, mesmo alugada ou de um brechó

      • Rodrigo Garcia Says:

        “o único sentido de ter princípios é poder jogá-los fora”

        Adorei essa Fábio!

      • Graça Says:

        Fabio, para eu usar uma burca, so se fosse um modelito proprio: preta e transparente com enormes aberturas laterais, fazendo um movimento esvoaçante quando eu andasse…ai…eu ate poderia pensar no assunto…gostou da releitura ?

      • Fabio Hernandez Says:

        o que vc está falando não é burca, Graça, é o vestido da lady gaga naquele clipe, lembra disso

      • Nicky Says:

        Graça, eu aprovo.
        😀

        Com uma ressalva: a minha é em vermelho.

  5. R. M. Gonçalves Says:

    Trecho:
    “A radicalização faz Hassan varrer o sexo da mente, e desprezar os ocidentais, depravados.”
    Opinião:
    A depravação humana se dá em diversos sentidos, não só nos de teor sexual.

    Afastado por um tempo, mas enfim de volta.

  6. Nicky Says:

    Fabinho do meu coração,

    Sua assessoria de assuntos literários informa que há pelo menos duas obras do Faulks em português. 1. 007-A essência do Mal 2. O Canto dos Pássaros.

    Somente uma pesquisa de mais de 5 minutos poderia dizer com propriedade o número exato, mas ah.

    Você perguntou se tinha.
    Tem.
    🙂

    • Fabio Hernandez Says:

      vc já fez pesquisa mais cuidadosa, niquita. neste caso, pelo menos uma sinopse é vital. pense nisso

  7. Mariana Meirelles Says:

    Nunca andei de burca, mas andaria sem problemas. Pelo que observo, num primeiro momento as “peladonas” chamam muito mais atenção em qualquer recinto. Mesmo não sendo a mais bonita ou gostosona, se estiver com um decotão, mini-micro-saia os homens voam pra cima como moscas no lixo.

    As mais comportadas chamam menos atenção, em contra partida, tem a vantagem de se posicionar e chamar atenção só de quem lhe interessa… porque postura e presença de cena também vale, e muito…

    • Fabio Hernandez Says:

      vc poderia alugar uma (a turma do blog paga o aluguel numa vaquinha, fica sussa, a niquita coordena a captação), andar e relatar a experiência. alguém fotografa, filma, e colocamos no blog, na ‘quadra central’. pense nisso

      • Mariana Meirelles Says:

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Ô povo doido!!!!!!!!!
        Prometo pensar nisso… kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        Mas tem que ser preto, burca tem que ser preta, né?! kkkkkk

      • Fabio Hernandez Says:

        preto é melhor.

      • Nicky Says:

        Pode até ser preta, mas tem que ser no buteco!

        Pense nisso.

      • Mariana Meirelles Says:

        Ah, Nicky… num buteco? Não combina. Uma mulher de burca carrega toda uma carga moral que inviabiliza sua presença num buteco, não acha? Não ia parecer natural, logo, as reações à sua presença também não. Que tal um shopping ou um mercado público?

  8. Nicky Says:

    007 – A essência do mal

    Para celebrar o centenário de nascimento de Ian FLeming, nosso herói preferido de todos os tempos (Bond. James Bond.) ganha vida pelas mãos e criatividade de Faulks, que escreve no ritmo de I.F.
    O enredo é o habitual: Guerra Fria, uma execução nos arredores da Paris desencadeia uma série de fatos que podem levar à destruição mundial, tráfico de narcóticos na Grã-Bretanha…
    Super vilão Julius Gorner, que é a própria essência do mal, quer destruir o coração da G.B.
    E tem uma bondgirl gostosa e francesa (rá!), a Scarlett Papava (ela não tem nome de russa?)

    O Canto dos Pássaros

    … loading…

  9. Gueixa Says:

    Fabio ficou realmente fissurado em burcas…
    Mariana, vista (?) logo a burca, dê um passeio por São Paulo (?), deixe-se fotografar…e pronto! Faça um homem feliz!!!!

    • Fabio Hernandez Says:

      por que vc não faz isso tb, gueixa?

      • Mariana Meirelles Says:

        Tenho uma idéia meninas: vamos todas? Todas as leitoras do Hernandez 1 dia de burca. Tiramos uma foto e enviamos pra ele, que tal?

        Qual o dia do seu aniversário, Fábio? Presentão, heim?! kkkkk

      • Gueixa Says:

        Vamos sim Mariana.
        Faremos de Fabio o homem mais feliz da face da terra ….
        Meninas, voces topam?
        Karina, Nina, Nicky, Graça, Grace, Alice?
        Anarco vc filma?
        Guiga vc dirige o filme?
        ….que tal?…

      • Fabio Hernandez Says:

        o filme na edição final tem que ter no máximo três minutos. evitem os pulinhos e gritinhos desnecessários.

      • Karina Says:

        ué… Guiga, Gueixa??? esse Guilherme é ele?? sabia não.

      • Gueixa Says:

        Então Karina, não sei se esse Guilehreme é o Guiga…Eu to chamando o “nosso” Guiga pra dirigir o filme…
        Mas vc viu que o Fabio já cortou nossos gritinhos e pulinhos? Sem graça esse Fábio viu….

      • Karina Says:

        ah, tá! o nome dele entrou no meio da história, n entendi nada! rsrs

      • Nicky Says:

        Bah!
        Eu prefiro ficar nos bastidores…

        Eu dirijo vocês, meninas 🙂

  10. Mayara Castro Says:

    eu gosto da dica.
    geralmente nós mulheres nos preocupamos demais com a imagem que as pessoas terão da gente, simplesmente porque esse retorno à nossa exposição é o que nos assegura. É uma espécie de afirmação.
    É muito mais fácil assumir uma única personalidade do que testar várias.
    Admiro os atores por serem pouco mais maleáveis quando a isso. E acho que todos deveríamos experimentar fugir um pouco do habitual.
    Acho que é essa a proposta, né?
    Depois venho contar a experiência com a burca.

    • Fabio Hernandez Says:

      sabe um lugar legal para experimentar andar de burca? o shopping iguatemi, ou o equivalente em outra cidade.

      • Cris Albertto Says:

        Que máximo!!!! Será que posso engrossar a fila? Não teria como filmar, mas posso caminhar um pouco e observar o impacto de minha presença nas pessoas e depois relatar aqui…

        Nicky, entrar num buteco é genial!!! Estacionar o carro na frente, entrar rápido, pegar uma água e sair. kkkkkkkkkkkkkkk Como será que os homens vão reagir, heim?! Acho que farão 1 minuto de silêncio no bar kkkkkkkkkkk

      • Nicky Says:

        Rápido?

        You’re doing it wrong, Cris…

        Entrar, desfilar, sentar no cantinho.
        Conversar em inglês… ou francês… (não sei árabe ainda, rs)
        jogar sinuca… aí sim, ir embora.

        😉
        serão 5 minutos de silêncio

      • Gueixa Says:

        Nicky, mulheres de burca são caladas…entarremos em silencio absoluto e na saída ….Que tal o som de vuvuzelas?

      • Fabio Hernandez Says:

        não deem pulinhos nem gritinhos quando estiverem de burca, ok?

      • Nicky Says:

        argh, mulher, cale-se!

        Eu dirijo, vocês atuam.
        Grrrrrrrrr

      • Gueixa Says:

        Nossa Nicky…como vc é brava!!!!!
        medo

      • Cris Albertto Says:

        Isso mesmo, mulheres de burca são muito reservadas. Não consigo imaginar uma mulher de burca andando pela rua ou entrando num bar, tagarelando com qualquer desconhecido(a). Eu, por exemplo, tomei água de janeiro kkkkkkkkk Elas fazem parte de uma cultura onde a descrição é um dos maiores atributos femininos. Atenção: a burca não é uma roupa, é a capa da mulher invisível.

        Mas me diz ai, o que ficou combinado finalmente. Quem está dirigindo esse trem, heim?!

  11. john Says:

    gueixa está certa: mulheres de burka sao caladas, e nao aprontam nada. E para alguns homens, como o autor do romance desse post, elas são quase santificadas. Entao, vcs devem simplesmente chegar no bar da esquina, sentar e mandar descer a “água que passarinho não bebe” hehe :))

    • Gueixa Says:

      Bem vindo de volta John!!!!
      Vamos pro buteco meninas?
      Todas de burca e caladinhas…
      Podemos levar as vuvuzelas por baixo da burca…ninguem verá.
      E na saída, saíremos ao som delas….FUUUEEEEEEMMMMM

      O que acham?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: