Toda mulher precisa de um tapa na hora certa?


Já viram Jules e Jim, do Truffaut?

Eu não. Quer dizer, vi trechos. Mas não vi inteiro. Vou ver.

Mas acabei de ler o livro. Não sei ainda como avaliá-lo, mas há uma passagem que me chamou demais a atenção. Queria compartilhar e abrir, assim, uma discussão.

A personagem principal feminina, Kate, conta uma passegem sexual de sua vida a Jim, seu amante. O outro homem, diz ela, a pegou com as mãos “pelos dois lados”.

Pelos dois lados.

Jim até ali dividia Kate com Jules, seu melhor amigo, e outros homens. Quer dizer, não era um cara essencialmente ciumento.

Só que.

Ao ouvir a histórias das mãos dos dois lados vibrou uma bofetada em Kate. E ela, triunfal: “Finalmente encontrei um homem que me dá um tapa na hora certa.”

Por algums instantes me passou pela cabeça a hipótese de que o drama supremo de muitas mulheres é passarem uma vida inteira sem encontrar o homem que haverá de desferir uma bofetada no momento preciso, justo.

Share/Bookmark

42 Respostas to “Toda mulher precisa de um tapa na hora certa?”

  1. Rafael Says:

    Daria, definitivamente, um tapa por muito menos.

    E que aconteceu com o post do Mr.X, Fabio?

  2. Gueixa Says:

    Eu sinceramente acho que nenhum homem deveria cair numa esparrela dessa…Mas…

  3. Eduardo N. Says:

    Lembremos das pérolas do nosso Nelson Rodrigues:

    “Toda mulher gosta de apanhar. O homem é que não gosta de bater.”

    “Toda mulher gosta de apanhar. Só as neuróticas reagem.”

    Você vai gostar de lê-lo, se é que já não leu…

  4. Anarcoplayba Says:

    ALGUMAS mulheres pedem tapas.

    Nesse caso, admito até que é legal, mas tem jeito pra isso: vc faz barulho sem deixar marca. Tipo, até onde eu consigo imaginar, o legal é a cena, não o ferimento.

    Por via das dúvidas, n tomo a iniciativa nesse tipo de prática.

    Mas a esse respeito, temos uma domnatrix no blog agora, não?

  5. Dominatrix Says:

    Um tapa na hora certa é libertador.

    Mas também podem aprisionar.

    Ambos são deliciosos.

  6. R. M. Gonçalves Says:

    Há tapas que servem para piorar ou neutralizar uma situação. Outros, funcionam como um convite ao sexo. Este último é o melhor 😉

    • Grace OLsson Says:

      Ih!!!!Já pensou se a moda pega?????

      • Robson Says:

        Digo tapa “metafórico”, Grace 😉

        Sem dor, sem violência… Apenas o gesto, talvez após uma discussão boba, em que os olhares e o desejo começam a sobrepujar a raiva, e a tensão, e o tesão, passem a predominar na situação, e no calor do corpo, sendo levado a ceder à vontade de que o clima mude de direção, e eis que vem um simbólico tapa: “plaft”… para então, enfim, o amor acontecer, forte, eufórico, intenso… quase que um suplício à reconciliação, ao gozo, à paz.

      • Fabio Hernandez Says:

        Tapa metafórico???

    • Grace OLsson Says:

      TAPA METAFÓRICO?KKKKK

      • Robson Says:

        😀
        Ilusório, pra ser mais exato. Um simulacro de um tapa.

        Válido só na cama ou nas preliminares, tal gesto é capaz de apaziguar uma situação em que as palavras poderiam ferir mais do que o gesto em si. Mas depende de ambos…

      • Fabio Hernandez Says:

        e o tapa corretivo, robson, o bofetão justo para salvar a mulher de um indesejado e perigoso estado histérico? pense nisso.

  7. confessionsandconfusions Says:

    Olha, eu concordo com a Dominatrix. Tem horas que precisamos sentir dor pra nos sentirmos vivos! hahaha
    E iso nada tem a ver com meu piercing, viu? Eu já gostava de apanhar (sentir dor) antes disso! hahaha

  8. Grace OLsson Says:

    Fábio, AINDA VAI NASCER UM HOMEM QUE ME DARÁ UM TAPA NA CARA E NAO LEVARÁ OUTRO DE VOLTA.
    Nem que ele esteja armado, eu deixarei de reagir.

    Em termos sexuais, EU GOSTO MESMO É DE HOMEM CARINHOSO, ZELOSO. E, APÓS O SEXO, MEU CARO:

    Nada de violência!!!!

    • Grace OLsson Says:

      NEM ANTES, NEM DURANTE!!!!!

      O CARA TEM QUE TER PEGADA…

      Esse negocio de levar um tapa na cara e cair na cama…Nao!!

    • Fabio Hernandez Says:

      seria interessante um debate entre você e a Dominatrix em torno do tabefe sexual, Grace.
      talvez vcs saíssem no tapa!

      • Grace OLsson Says:

        AI meus sais!
        Nao Saio no tapa com ninguém, Fábio. MAs confesso que, TENHO UMA PERSONALIDADE FORTE.
        Sabe por quê eu digo que reajo, Fábio?Por que já reagi.
        Eu me divorciei de um cara por que , um belo dia, ele reagiu na porrada. E o resultado é que ele ficou 15 dias sem trabalhar. De molho.
        E, quando as feridas sararam, fomos direto para o advogado.
        Hoje, somos amigos por que temos um filho mas, desde muito cedo, eu decidi que a MULHER QUE LEVA UM TAPA – MESMO QUE METAFÓRICO – perde o respeito.
        E sexo, apra mim, ter cheiro e cor de loucura a dois…SEM VIOLÊNCIA!

      • Dominatrix Says:

        Tsc tsc…

        Contexto, minha cara. Contexto.

        Há prazer na dor. A dor no prazer.

        A vida inspira e expira ciclos de dor e prazer.

        Dominar esses ciclos é sublime.

      • Fabio Hernandez Says:

        vc gosta mais de bater ou apanhar, dominatrix?

    • Pê Sousa Says:

      Opa, tô nesse grupo Grace!

  9. Rebeca Says:

    Olá a todos, Grace concordo com vc, agiu super certo e evitou mais problemas no futuro, o cara deve ter se arrpendido do que fez, 15 dias de molho? Nossa vc é braba em menina.
    Acho que esse lance de tapa ñ combina com sexo, pegada sim, aquela que o cara dá de nos comprimir contra o corpo dele, segurar pelo pescoço e outras coisas mais, mas tapa ñ….

    • Nina Says:

      Tendo a concordar contigo Rebeca. Mas sei lá viu, a gente houve cada fetiche, que eu acredito que tem muita gente que gosta sim. Devem ter tapas “excitantes”. Mas aí depende muito do valor agregado e da forma que o tapa é dado. Há o tapa da pura agressão, há o tapa do STOP! vc tá em surto e deve haver o tapa da provocação sexual.
      Mas eu ainda largaria tudo isso e ficaria com a boa, tradicional e indispensável “pegada”.

  10. Lucy Says:

    Um tapa….interessante…..uma algema……dor e prazer mistura deliciosa.

  11. Nina Says:

    Vi esse filme hoje. Simplesmente fantástico.

    “Você me disse: “Eu amo você”.
    E eu: “Espere”.

    Eu ia dizer: “Possua-me”.
    Você disse: “Vá”. ”

    Grande Truffaut. Recomendadíssimo.
    ____

    A propósito, em certos casos acho que é isso mesmo.
    Se ainda não encontrou e a bofetada não aconteceu, é sinal que ainda não foi com o homem certo.

  12. Nina Says:

    Jules e Jim, senhor Hernadez.
    Creio que seja esse o que tu citou no seu post, ou estou enganada?

    • Fabio Hernandez Says:

      ah, sim … coisa de gênio, JJ … mas prefiro uma obra da maturidade do Truffaut, A Mulher do Lado …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: