“O pior marido é melhor que o melhor dos sonhos”


Machado pecou

Machado pecou

RELEIO MACHADO. Quincas Borba. É uma viagem fascinante pela prosa incomparável de Machado.
Em Quincas Borba aparece uma das melhores personagens femininas da literatura mundial: Sofia. Bela, sedutora, ambiciosa e amoral nos seus 30 anos de idade. Casada, não recusa os presentes do idiota ingênuo que é Rubião.
Gosto da descrição que Machado faz dela. “O tempo, como um escultor vagaroso, a ia esculpindo ao correr dos longos dias.”
Se usasse chapéu, tirava.
Sofia estimula a corte de Rubião, e não se entrega a ele não por princípio, mas porque ele é um caipira sem graça de Minas. Ela é da capital, Rio.
Estou copiando e colando as frases de que mais gosto.
Bati numa que, embora sonora e inspirada, acho completamente equivocada. Uma prima de Sofia é solteira. Numa conversa com uma velhota, ouve o seguinte: “O pior marido é melhor que o melhor dos sonhos”.
Não concordo.
Marido só faz sentido se for bom, assim como mulher.
Um marido ruim acaba com a vida da mulher. O inverso é idêntico. O mau parceiro não eleva você; rebaixa.
Escrevi outro dia sobre a beleza que pode existir na solidão. A paz, a quietude, a oportunidade de meditar.
Num mau casamento, todo dia é dia de pesadelo.
Machado é um dos maiores escritores de todos os tempos. Do Brasil, é de longe o mais talentoso. Mas a frase sobre os maridos é uma bobagem.

61 Respostas to ““O pior marido é melhor que o melhor dos sonhos””

  1. Karina Says:

    Quincas Borba é um furo no meu nada vasto repertório machadiano. Sempre quis ler e nunca li, nem sei por quê. É tempo de corrigir.

    Outro dia estava em uma papelaria, e uma senhora conversava com a balconista. Papo vai, papo vem, de repente ouço: “Se apaixonar é a maior bobagem que a mulher faz. Tem é que encontrar um marido, viver tranquila, e pronto.” Foi tão… dolorosamente honesto.

    E eu tb tiraria o chapéu, se estivesse com um.

  2. R. M. Gonçalves Says:

    Hum.. acho que não foi bem Machado que pecou, e sim a personagem.
    Machado foi um gênio que, tal qual Shakespeare, não deixava que as suas ideias transparecessem nas personagens. Cada criação dele possui vida própria, com seus medos próprios, suas falhas, suas loucuras, enfim, sua ímpar personalidade.

    E ele aborda todo tipo de comportamento humano que, creio eu, nem sempre condiz com a opinião do autor.

    Sobre a frase, é mesmo uma bobagem!

    • Karina Says:

      Tudo são personagens, até que se prove ou declare o contrário.

      • R. M. Gonçalves Says:

        De acordo, Kariana! E o que sobre são apenas conjeturas…

    • Alice Barros Says:

      Agoooooooora, eu concordo total com vc, Robson…
      Tem mtos textos do Machado que trazem frases por vezes tolas, como essa… o que não quer dizer que é uma opinião do autor…

      • R. M. Gonçalves Says:

        Ao vencedor, as batatas!
        Verdade, Alice… dizer que tudo que um autor escreve é parte integrante do seu pensamento, seria o mesmo que dizer que Dostoievski matou uma velha a machadadas.
        Mas, vai saber se não matou mesmo, né? 🙂

      • Alice Barros Says:

        é verdade… Já pensou se todos os textos do Tchekov tivessem sido vivenciados por ele, hein? rsrsr

      • R. M. Gonçalves Says:

        se assim fosse, ele deveria ser sentenciado por inúmeros crimes!!

        Já leu “A dama do cachorrinho”?
        esse sim parece ser meio que biográfico (homem casado insatisfeito com o casamento conhece uma jovem casada e vivem uma traição que, ao final, permanece irresoluta…)

      • Alice Barros Says:

        Li sim… foi o primeiro conto do Tchekov que eu li na vida! E o resultado foi a paixão total!

  3. Anarcoplayba Says:

    Momento “Joga Pedra no Anarco”:

    N gosto de Machado.

    • Karina Says:

      sugiro é dar um gelo no Anarco!

    • Alice Barros Says:

      Eu entendo, Anarco! Não raro escuto alguém dizer isso…
      Em contrapartida eu AMO o Machado e já li muitas e muitas obras dele…

      • Anarcoplayba Says:

        Só pra ser um pouco mais claro: não é que eu não gosto de Machado. É bom, claro. Só não acho que ele seja o melhor autor brasileiro, e discordo veementemente dessa afirmação.

    • Petite Poupée Says:

      Po Anarco, vou aproveitar a deixa e fazer minha confissao também\ nao gosto de Elis Regina! UFA…me sinto tao aliviada…rss

      • R. M. Gonçalves Says:

        Aproveitando o ensejo: não gosto de nescau! prefiro toddynho, heheh

      • Petite Poupée Says:

        Po Robson, o meu além de ser toddynho, é light hauhauhuah 🙂

      • Jana Says:

        Cada vez fica mais claro porque acompnho este blog! Diversão garantida!!

      • Karina Says:

        Oi, Jana! Leu sobre o encontro que a gente tá marcando por dia 20? está no post anterior. Pense na ideia : )

      • Karina Says:

        eu gosto sabe de quê, gente? e não me crucifiquem! “Quick, Quick, faz do leite uma alegria!” de morango! hahuahuahuau outro dia comprei depois de aaaanos sem tomar. Achei muito doce e artificial, mas gostei mesmo assim rsrsrs Só que gosto de Toddy e Nescau tb. E n sei que magia eles fazem naquela fábrica, pq o toddynho, da caixinha, é imbatível.

      • Karina Says:

        Aliás…. o Danette de beber, na caixinha, tb é uma delícia. Ah!!! todos na caixinha são bons. Acho que o segredo é a caixinha O.o

      • Alice Barros Says:

        Vou concordar mais uma vez com o Robson… Eu prefiro Nescau! rsrrs

      • Anarcoplayba Says:

        Falando nisso, eu tinha um projeto antigo: soltar uma linha de sextoys com sabores de produtos famosos: creme de massagem sabor chandelle, lubrificante sabor danoninho, etc.

      • Karina Says:

        comento sobre isso quando estiver no degelo.

      • Patricia Lerbarch Says:

        se o assunto é o q beber, eu fico com café com leite… hummm, delícia!!!

      • Jana Says:

        Karina, postei um comentário mas não sei onde foi parar.
        Bom, sobre o encontro, tenho certeza que será animadíssimo! Preciso, no entanto, vencer 2000km e minha timidez! Acho que um mojito e a tam ofertas podem me ajudar…

      • Karina Says:

        Vc é baiana, Jana?
        Mas, olhe, se vencer esses 2000km, a timidez vai ser só um detalhe. E no mojito já vai ter a Nicky pra te acompanhar rsrs

      • R. M. Gonçalves Says:

        Timidez?
        Vamos de mãos dadas então, Jana 🙂

      • Jana Says:

        Sou baiana, Ka. Estou com vontade de ir, vai ser uma ótima oprtunidade! Se der tudo certo, aviso.

      • Jana Says:

        Obrigada, R.M.
        Assim será mais fácil. Rsrsrs.

    • Marcelo Says:

      Eu prefiro “choco milk’ um achocolatado q vendia em garrafinha estilo coca cola! lembro de minha infância, hehe…

      Alguém lembra do choco Milk?

      • Karina Says:

        eu lembro, Marcelo. E ainda vende, pelo menos no interior do RJ, descobri outro dia. Um novo agora é o Alpino em garrafinha tb. Mas achei um achocolatado comum, n senti aquele diferencial do chocolate alpino, não.

    • Gueixa Says:

      E agora? Eu adoro Machado.
      E a Elis também!
      Nescau…+/-
      Ovomaltine? Siiiiimmmm amo.

    • Marcelo Says:

      Olá Karina, Pois é, minha irmã disse que ainda existe o bom e velho choco milk, e vende até em supermercados, mas nao mais,com a inconfundivel garrafinha de vidro.
      Esse Alpino q vc se referiu não experimentei ainda…

      Agora qto ao nescau x Toddy, prefiro toddy!

  4. Grace Olsson Says:

    Fábio, eu já li, 8x, a saga do Bentinho e da Capitu. Assim como, todas as outras obras do Machado. Pra mim, ele é e continuará sendo o único gênio da literatura brasileira. A literatura brasileira se divide ANTES e DEPOIS de Machado.
    É uma frase, aparentemente, tola. Mas, o que ele quis dizer com ela?Será que ele nao quis dizer que os sonhos podem ser irrealizáveis e que um marido, mesmo ruim, é uma concretude?
    Mas, venhamos e convenhamos, um mau marido é um pesadelo. Eu nunca tive um mau marido na vida. Tive e vivi momentos dificeis com eles. Já o atual, nao é e nunca será um mau marido. É inteligente, carinhoso, sensivel, bom pai, amigo, mas tem os “repentes” dele. Nada que o leve a ser um MAU MARIDO.
    Acho que toda relacao tem fases. Boas e más. No momento, vivo entre nuvens de céu azul. Mesmo que o interior sueco esteja plenamente cinzento.
    Dias felIZES, MENINO DO DEDO VERDE!

    • Petite Poupée Says:

      Grace Grace, acabo de ver suas fotos no Flickr, q coisa l i n d a…sabe q suas falas agora tem outro sentido pra mim? Pena q vc mora na Holanda, eu faria minhas fotos nuas contigo, com toda certeza. Seu olhar sobre o nu me encantou… putz a rede…é sensacional! Vou viajar ali dentro, posso? rss
      bjo.

  5. Rafael Says:

    Mas pera lá. Romancear não é colocar frases na boca das personagens? O Machado não necessariamente concorda com as velhotas.

    • Karina Says:

      É isso que a gente tá falando ali em cima, Rafa. Daí me lembrei de uma entrevista do ministro Eros Grau, que publicou um livro erótico há pouco tempo, em que ele falava sobre isso, de as pessoas acharem que quem faz literatura erótica é pervertido, como se quem romanceia um assassinato fosse assassino em potencial.

  6. Rodrigo Garcia Says:

    Certa vez produzi umas tiras para o jornal da faculdade onde o personagem principal era um perfeito “filhinho da mamãe” e um monte de gente veio me perguntar se a minha mãe me tratava daquele jeito! Caramba, não se pode criar nada?

  7. Petite Poupée Says:

    Ahhh Fábio, n subestime a Sofia…ela só n usou o sexo porque n precisou, convenhamos… n se fazem mais caipiras como antigamente…seu tio é um exemplo disso, está bem longe da ingenuidade, e mais ainda da loucura…qt a mim, morro de medo do hospício…

    Acho que o drama hj da “solteirona” é outro…é ver o tempo passar e n ter tido filho( pelo menos entre minhas amigas é assim). A frase é boa e hilária, só q mofou rss

    Puuuxa… ter o Palha como marido seria mesmo um pesadelo…eu vejo tantos por aí. Mas o casal da história era, ironicamente, feliz. Sobreviventes pois.

  8. Sand Says:

    fabio…voc foi ingenuo nesta.

  9. Patricia Lerbarch Says:

    Concordo com a afirmação do Fábio de que “antes só que mal acompanhado”. Em relação à segunda discussão (ou seria terceira? … quarta??) qdo escrevemos, não necessáriamente expressamos nossas opiniões e sim ideias e até devaneios. A literatura nos permite essa liberdade.

  10. Regina Says:

    Gosto muitooo de Machado, penso que ele atingiu seu ápice com Quincas Borbas – apesar de gostar mais de memórias póstumas- Machado com seu estilo irônico de escrever me encanta todas as vezes que leio e releio seus livros.

    Ele tem uma forma de conversar com o leitor que me fascina, deixando livre para caminhar nos labirintos de sua narrativa.

    “Deixemos Rubião na sala de Botafogo, batendo as borlas do champre nos joelhos, e cuidando na bela Sofia.Vem comigo, leitor;vamos vê-lo, meses antes, à cabeceira do Quincas Borba.”

    Muitas vezes o leitor é direcionado para um fim, que no decorrer de idas e vindas muda completamente. Onde será que começa o realismo e termina o ficcionismo de Machado?

    Pois essa frase “O pior marido é melhor que o melhor dos sonhos”, pode ser mais um de seus jogos envolventes para levar o leitor a tirar suas próprias conclusões e muitas vezes se decepcionar com elas, como Fábio acabou de relatar que essa frase é uma bobagem.

    Mais acredito que você Fábio não foi nenhum pouco ingênuo, como machado você gosta de fazer seus leitores externar opiniões e tirar suas próprias conclusões, não é mesmo?

    • R. M. Gonçalves Says:

      Apoiada, Regina!
      A sagacidade de FH se faz presente nas entrelinhas de todos os seus textos… é uma bela forma de instigar seus leitores à reflexão criando discussões por vezes infindáveis.

  11. Regina Says:

    Realmente Robson, visito o blog do Fábio há algum tempo já, sou uma espectadora assídua, mas ultimamente as reflexões que são geradas por seus textos, são uma atração a parte.
    Leio sempre os comentários e além de aprender me divirto muito…vai rolar até uma encontro da galera aqui do blog, adorei a idéia.Se não estivesse tão longe adoraria conhecer vocês.

  12. R. M. Gonçalves Says:

    Compartilhamos do mesmo gosto, Regina!
    O encontro promete bons momentos… tem gente que virá até do RJ (a Karina).
    Quem sabe você não muda de ideia e pega um avião pra participar do encontro?

  13. Regina Says:

    Adoraria que isso fosse realmente possível, mais infelizmente não dá…
    quem sabe esse encontro não vai ter bis e eu consiga participar em outra oportunidade.

  14. L.L Says:

    Quincas Borba é um dos meus predilétos…
    adora as coisas que vc escreve, Fábio!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: