13 coisas que fazem você pensar se a vida tem sentido


Sem nexo

Sem nexo

GOSTEI TANTO das listas que vi das coisas que dão sentido à vida que vou propor mais uma.
É o oposto. As coisas que fazem você pensar que a vida não tem muito nexo.
Alguns itens da minha lista. Vou começar com 13, para dar sorte.

1) as entrevistas do Jô;

2) os gritos do Galvão;

3) os livros do Paulo Coelho;

4) as crônicas do Jabor;

5) os romances do Chico;

6) o mau humor da Folha;

7) o bigode do Sarney;

8 ) a Vanusa cantando o hino nacional;

9) as piadas do Zé Simão;

10) o erotismo da Fernanda Young;

11) os textos do Mainardi;

12) as opiniões futebolística do Juca;

13) a fixação do Zagalo com o 13.

96 Respostas to “13 coisas que fazem você pensar se a vida tem sentido”

  1. Grace Olsson Says:

    Essa da Young, Fábio, ainda nao entendi direito….kkk
    Farei a minha lista, até quarta.

  2. Karina Says:

    Só consigo pensar em uma: esquentadores de cama!!! LOL

    Para quem não viu:

    E, Fabio Hernandez, no post anterior vc disse que completaria sua lista. Cadê, hãn? =p

  3. Gueixa Says:

    Vamos ver…
    1) Gente morrendo de fome
    2) Guerra
    3) Faustão
    4) Xuxa
    5) Grosseria gratuita
    6) Brigas entre torcidas após jogos de futebol
    7) O abandono da Africa
    8) A hipocrisia
    9) O erotismo infantil incentivado pelos pais
    10) BBB (em qual deles estamos? 8?)
    11) Adultos se recusando a sair da casa dos pais
    12) Remoer mágoas
    13) A banalização da morte

  4. Rafael Says:

    Eu gosto do estilo do Mainardi. E, não lendo a sério, alguns são textos bem engraçados.

  5. R Says:

    Comento com duas citações, uma de Fernando Pessoa no poema Mar Portugues, um clássico; outra de um personagem de Vanilla Sky, talvez mais para pop; servem para as duas listas:

    “Valeu a pena? Tudo vale a pena
    Se a alma não é pequena.”

    “Just remember, the sweet is never as sweet without the sour…”

    • Karina Says:

      “Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
      Mas nele é que espelhou o ceú.”

      Sempre me atraiu mais esta.
      =D

    • Fabio Hernandez Says:

      R, vc por aqui! Reparei que, basta a O aparecer, você também comparece. Conseguiu recuperá-la?

  6. Gueixa Says:

    Assisti Into The Wild. Postei comentario:

    https://fabiohernandez.wordpress.com/2010/02/21/quem-disse-que-voce-nao-pode-ser-feliz-sozinho/#comments

    • Fabio Hernandez Says:

      Parente do Rolf, Gueixa?

      • Gueixa Says:

        Se for Kuntz, sim.

      • Fabio Hernandez Says:

        Grande jornalista. Gente fisíssima. O que vc é dele, Gueixa?

      • Gueixa Says:

        Ele é meu primo, mas acho que nem sabe de minha existência.
        Vc tem contato com ele? Se tiver diga a ele que o Sidney, outro primo, vez em quando aparecia aqui em casa…Mas agora sumiu de vez e está, inclusive, me devendo uma sangria …rsrrs

  7. Jana Says:

    Mal entendido.
    Religião organizada.
    Racismo.
    Deslealdade.
    Guerras.
    Intolerância.
    Tolerância em demasia.
    Café frio e fraco.

  8. R. M. Gonçalves Says:

    1 – A irracionalidade de muitos seres humanos;
    2 – Ver um animal ser torturado e/ou morto pelo homem;
    3 – A audiência dos Big Brothers da vida;
    4 – A cupidez de muitas pessoas;
    5 – Saber que o nazismo dizimou tantas vítimas há tão pouco tempo;
    6 – Presenciar a destruição paulatina (?) dos recursos naturais;
    7 – Ver um indigente na rua e “ainda” saber que ele tem formação superior;
    8 – Deparar-me com tanta inutilidade nos meios de comunicação;
    9 – Ver uma criança praticando crimes/assassinatos;
    10 – Não conseguir estar num país pobre sendo um voluntário;
    11 – …*
    12 – …*
    13 – …*

    *vou pensar…

    • R. M. Gonçalves Says:


      como não pensei em nada que valha a pena que me faça pensar se a vida vale a pena, os três últimos são:
      11 – Copa do mundo de 4 em 4 anos (deveria ser no mínimo de 2 em 2);
      12 – Músicas com sons e/ou letras incompreensíveis;
      13 – Novelas, quase todas, especialmente as mexicanas!

    • Karina Says:

      10 – o que te impede?

      • R. M. Gonçalves Says:

        A assistência que tenho que dar à famíiia, principalmente ao meu pai que aos 68 anos está lutando contra algumas doenças… 😦

      • Karina Says:

        então não pense que estar aqui, e não lá, tira sentido da sua vida, hum? ; )

      • R. M. Gonçalves Says:

        Não, de forma alguma… pelo contrário, me dá o sentido 😉

  9. Ultimele clipe ale Planetei Albastre? « Cuib de mitralieră Says:

    […] 13 coisas que fazem você pensar se a vida tem sentido […]

  10. Anarcoplayba Says:

    Ei! Eu gosto do erotismo da Fernanda Young!

    E a coisa que mais faz eu me questyionar se a vida tem sentido é o Brasil. Eu não se se somos um país que tem tudo pra dar certo, mas dá errado, ou se tem tudo pra dar errado, mas dá certo.

    Porque sim, o Brasil ainda existir é um milagre!

    • Fabio Hernandez Says:

      Então foi vc que comprou a revista, Anarco.
      Feia, chata e gorda, para mim. E além do mais escreve mal.

      • Gueixa Says:

        Ah Fabio, deixe de ser ranzinza. rsrsrsrs
        Feiúra, assim como beleza, é um conceito subjetivo.
        Eu acho que a FY está longe de ser gorda. Muito longe.
        Quanto a ela ser chata e escrever mal, não são, até onde onde eu sei, condições exigidas para ser capa da playboy. rsrsrsrs

      • Fabio Hernandez Says:

        Pensando bem, ela é esquelética, punk!

      • Petite Poupée Says:

        Nao apoiado Fábio!

    • Gueixa Says:

      Taí Anarco, eu tb não entedo essa grita toda por conta da Fernanda Young ter sido fotografada para a Playboy.

    • Anarcoplayba Says:

      Eu tenho uma bela quedinha por ela. Especialmente pq eu adoro mulher tatuada.

      Fora que ficou uma coisa meio pinup/old school.

      Sou muito mais a playboy da fernanda young do que o da loira-genérica-gostosa-do-último-bbb.

      Sempre tem uma.

    • Karina Says:

      Depois de muito tempo vou concordar com Anarcótico. Em alguma outra ocasião aqui já defendi a playboy dela, embora só tenha visto as fotos de divulgação.
      Ela não é linda mas é estilosa. De mulheres lindas as capas de revistas já estão cheias. E as tatoos dão um tcham essencial, concordo tb. Já que essas mulheres adoram dizer que o que fazem é nu artístico, sou mais a arte dela que a arte homogênea que vemos por aí.
      Tb já falei que o que adoro nela é aquela gargalhada que me faz rir junto. muito doida.
      =D

      • Fabio Hernandez Says:

        Acho uma gargalhada neurótica, parecida com a do Macaco Simão.
        Riso é contido, ou desfigura e desmoraliza.

  11. Petite Poupée Says:

    Preta Gil nao faz sentido algum! Qt ao Minardi…o q tem de bonito tem de imbecil, e eu o acho um gato!

  12. Petite Poupée Says:

    Minardi uahuhauhauha

    • Karina Says:

      ah, mas eu tb me divirto com a Preta Gil, Petite!

      Aliás…
      Fabio Hernandez, gordas são necessariamente antieróticas?

      • R. M. Gonçalves Says:

        Eu gosto de gordinhas, estilo a Kate Hudson em Nine:

      • Fabio Hernandez Says:

        Quem gosta de gordinha tem que gostar não da Kate Hudson, RMG, mas da Sílvia Popovic ou da Precious.

      • R. M. Gonçalves Says:

        http://4.bp.blogspot.com/_Nv-xkW48nF4/Sx8fBR-RGqI/AAAAAAAAAr4/yC43CaV1ZrQ/s400/KateHudsonNine

      • Fabio Hernandez Says:

        O que ela tá é dando um grito horrível e neurótico. A Kate Hudson foi bem em Quase Famosos, mas em Nine fez uma ponta que só deve se justificar pelo cachê.

      • Karina Says:

        pelamordedeus, R.M.!!!

        Até fui olhar a foto. Se a Kate Hudson estava “gordinha” ali, então n sei mais o que é gordinho.
        O.o

      • Karina Says:

        Aliás, procurei foto no google, pq nem sei se a que vc colocou é de Nine. Aí é que ela n parece MESMO gordinha.

      • R. M. Gonçalves Says:

        hehehehe… foi só um lapso de sarcasmo, Karina 🙂

        Mas, de fato, não tenho preconceito algum… tenho até uma queda por gordinhas de verdade, desde que sejam bonitas/sensuais ao meu ver, rsrs…

      • Karina Says:

        ufa! já estava achando que vc tem visão de anoréxicos, que olham magro e veem gordo rsrs

      • Fabio Hernandez Says:

        Não, claro que não, K. Existem gordas lindas, como as do Botero.

  13. R. M. Gonçalves Says:

    Onde está Jorge Gustavo? Alguém o viu?

  14. Jorge Gustavo Says:

    Opa!!! Cheguei, cheguei….é que são tantos posts novos com tantos comentários interessantes que ainda não conseguir formular idéias bem concatenadas!

    Mas tenho dois comentários:

    1) Sobre a Fernanda Young: eu tinha reservas qdo o Edson Aran da Playboy anunciou o ensaio dela. Mas sabe que ficou bom???

    2) Concordo com basicamente tudo que vcs falaram sobre o que deixa a vida sem sentido, mas tenho uma fundamental: a Folha de São Paulo publicar semanal e regularmente uma coluna do José Sarney…

    • Anarcoplayba Says:

      Prezado Jorge,

      Grato pelo comentário.

      Tirou todo e qualquer peso na consciência que eu tinha em não ler jornais.

      • Fabio Hernandez Says:

        Aplaudo vc pela sabedoria em não ler a Folha e o Estadão, Anarco. Vc não corre o risco de colidir com o Zé Simão ou com os Pratas pai e filho.

      • Jorge Gustavo Says:

        Eu acho que falta à mídia impressa um posicionamento mais categórico e cristalino quanto ao viés ideológico que ela segue. Não existe jornal que não tenha um.

        Veja o caso da The Economist – ela é liberal e ponto. O NY Times é democrata e fim.

      • Anarcoplayba Says:

        A esse respeito, Jorge, se me perdoam os jornalistas desse fórum: Jornalismo imparcial é uma ova.

        Todo mundo é parcial, e o simples fato de vc escolher falar sobre uma coisa e não falar sobre outra já é parcialidade.

        Prefiro um jornalismo abertamente parcial (que me permite temperar as opiniões) a uma pretensa e falsa “imparcialidade”.

      • Jorge Gustavo Says:

        Então, Anarco, é isso que eu tb acho. A mídia – impressa ou não – tem que assumir o seu posicionamento ideológico e fim de conversa.

        Quem se identifica com determinado posicionamento que siga a leitura, o blog, o portal, o site que também o compartilha.

        E, se vc quer ter uma visão menos fragmentada, acompanhe os diversos posicionamentos e formule sua própria opinião.

      • Anarcoplayba Says:

        Quer uma dica meio bizarra, Jorge?

        Informações financeiras.

        Acredite: você pode aprender mais sobre um país se estudar as informações econômicas dele.

        Investidores n querem saber de ideologia, querem uma informação simples, direta e confiável. A Bloomberg já teria falido se fizesse propaganda política.

      • Rafael Says:

        A Bloomberg não tá falindo?

      • Anarcoplayba Says:

        Tá? N sei. Mas já teria falido anyway.

    • Petite Poupée Says:

      Jorge, se vc pensar bem, isso faz sentido…

    • R. M. Gonçalves Says:

      Ironismo:
      — José Sarney ainda não morreu? :-O
      Achei que ele tivesse se inspirado em Getúlio depois que foi enxotado de seu cargo!

      • Jorge Gustavo Says:

        Não, não!!!! Eu não consigo aceitar que o jornal que, durante o regime militar, se posicionou tão claramente contra forneça espaço inofensivamente para um crápula tal qual o Sarnento!!! Toda vez que eu pego o jornal e vejo a coluna dele me dá uma gastura…

        Mas, apesar de tudo, aindo assino, pois acho a editoria de cultura melhor que a do Estado.

    • Karina Says:

      Sarney na Folha e Fernando Henrique n’O Globo. Na verdade meu incômodo n é tanto pela abertura de espaço, é muito mais pela desfaçatez do próprio em dar pitaco sobre aquilo que já teve nas mãos. Não leio e nunca li pq desacredito de antemão de tudo que é dito. Falar de fora é fácil para todo mundo, mas para quem já esteve dentro criticar de fora chega a ser gozação.
      E eu nem sou da turma que adora apedrejar políticos.

    • Fabio Hernandez Says:

      Pois eu acho a Fernanda Young mais feia que o Sarney, Jorge.

      • Jorge Gustavo Says:

        Aí vc exagerou, hein Fabio? O ensaio da Fernanda Young nos remete ao ensaio que a Juliette Binoche fez para a edição francesa…

        …muito embora a Juliette Binoche seja BEM MAIS linda!!!!

  15. R. M. Gonçalves Says:

    Não suma, Jorge 🙂
    Todos apreciamos sua visão peculiar das cousas…

    • Jorge Gustavo Says:

      Obrigado, Robson, pelo apreço. Agora, tira uma dúvida para mim: como vcs conseguem colocar a fotografia do lado direito???

      • R. M. Gonçalves Says:

        Basta fazer uma conta no “wordpress.com”; assim você consegue colocar uma foto no seu perfil.
        Inclusive, com seu visível talento para escrita, por que não nos agracia com textos de sua autoria?
        Ou já escreves em algum outro site?

      • Jorge Gustavo Says:

        Agradeço pela palavras, nobre colega, mas não escrevo em nenhum outro site, a não ser como comentador, tal qual como faço aqui.

  16. Nicky Says:

    Lista de “dispensáveis”

    1. Calça Saruel
    2. Nota de 20 reais.
    3. Suco de caju.
    4. A coluna do Paulo Coelho no Diário de São Paulo.
    5. Brasília.
    6. Qualque achocolatado que não seja Nescau.
    7. Os livros da Fernanda Young.
    8. As músicas do Fresno.
    9. Os filmes do Steven Seagal.

    Acho que só.

    • Karina Says:

      E já que entramos na política mesmo, taí… Brasília, definitivamente, é a coisa mais dispensável e sem-sentido do Brasil!! Uma ilha construída a custas de ganhos que até hoje devem render nas mãos de uns e outros; uma cidade que não tem atrativo algum, estranha até dizer chega; onde vc ouve todos os sotaques possíveis e não sabe dizer se há brasilienses nativos, pq lá ou vc vai a trabalho ou para algum curso, em geral na esfera da Administração Públieca; onde tudo fica distante e vc não consegue viver dignamente sem carro e, enfim, onde o circo está montado bem longe dos olhos do público, numa grande festa particular.
      Aff!

      • Jorge Gustavo Says:

        Assino integralmente embaixo do seu manifesto, Karina. E, pegando o item 04 da Nicky, incluo também o portal “globo.com”, pelo mesmo motivo.

      • R. M. Gonçalves Says:

        Nunca estive lá, nem nunca procurei saber como é, mas, depois dessa, nem de graça quero ir 🙂
        Ademais, tenho alergia à baixa umidade do ar!

      • Fabio Hernandez Says:

        Putz, meus pais se conheceram por acaso em Brasília. Eu não teria nascido se não fosse Brasília. Tenho uma fortíssima relação sentimental, afetiva com a capital e os candangos, e estou ligeiramente magoado.

      • Karina Says:

        algum mérito Brasília tinha que ter, e acabamos de encontrar!!

      • Nicky Says:

        Ok. Eu salvaria Brasilia SÓ pra salvar FH.

        Todo o resto é dispensável.
        (Better?)

      • R. M. Gonçalves Says:

        Retiro o que eu disse, Fabio. Já tenho um bom motivo pra visitar Brasília!

      • R. M. Gonçalves Says:

        Nicky, por um breve momento achei que o FH que queria salvar era o Fernando Henrique! Que susto 🙂 Tão logo caiu a ficha…

    • Nina Says:

      Hunf! E o ovomaltine???

      • Nicky Says:

        Ovomaltine é tipo uma BMW M6,
        quando a delícia, pra mim, é dirigir uma pick up Corsa 1.6.

        😉

    • Fabio Hernandez Says:

      Então todo o resto ok??? Inclusive os editoriais do Estadão? Meus sais!

    • latrova Says:

      Nick, concordo contigo. Saruel é uó. Diogo Mainardi e Paulo Coelho também.

      Mas o Sérgio Rizzo é fenomenal! Tive algumas aulas com ele na facudade e essa questão da imparcialidade no jornalismo é ridícula. Falta educação ao leitor brasileiro para saber filtrar as intenções dos meios de comunicação.

      Esse blog, recomendado pelo Jorge Gustavo http://www.classemediawayoflife.blogspot.com tem um post especial sobre a Veja. Leitura recomendada.

  17. Jorge Gustavo Says:

    Olhem, sei que o espaço é para coisas que não dão sentido à vida mas, como é neste post que estou comentando segue uma indicação de blog que não é meu, mas que todo mundo deveria acessar pelo menos uma vez na vida, pois dá sentido à vida:

    classemediawayoflife.blogspot.com

  18. Nina Says:

    Coisas sem sentido, ou como diria a Nicky, dispensáveis

    *emos
    *histeria de fãs
    *o horóscopo que passa no metrô de SP
    * aquela colher de madeira redondinha específica para mel
    * pernilongo
    * jaca
    * brigas academicas (nada contra discussões produtivas, aliás, adoro um bom quebra pau nesse sentido, mas to falando da guerra de egos tão comum e retrógrado nesse cenário)
    * telejornais catarinenses
    * machismo feminino
    * funk
    * racismo e xenofobia
    * barrinha de cereal light sabor chocolate (wtf?)
    * cerveja quente

    E por aí vai…….

    • Karina Says:

      “aquela colher de madeira redondinha específica para mel”?!

      muito boa, Nina!!!

      é o tipo de inutilidade que serve para que as cabeças pequenas achem que tendo uma parecerão chiques.

    • Rafael Says:

      O horóscopo do metrô, good point!

  19. Petite Poupée Says:

    A minha listinha de coisas q nao fazem sentido algum

    Marília Gabriela cantar, dançar, interpretar e ainda entrevistar
    A magreza do Faustao
    O mau humor de Preta Gil
    O filho de Fábio Júnior contando “Pai”
    O silicone de Amy Winehouse
    As caras e bocas de Britney Spears
    Mulheres frutas X Homens mandioca e cenoura
    Operadores de telemarketing dizendo q vao gravar a ligaçao para nossa segurança
    Mulheres modernas q trocam homens por vibradores da Rabbit
    A palavra decoro em Brasília

    Uma de bonus

    A porno-chanchada-fascista de Brasília ser chamada de política

    Só rindo! ENTAO

  20. Nicky Says:

    Anarco, você falou de “jornalismo imparcial”, né!?

    O Sérgio Rizzo, da Folha, é meu professor esse semestre, a gente discutiu essa “imparcialidade” outro dia na aula…
    Ele disse que é muita ingenuidade pensar nisso.
    Filosoficamente, é impossível ser imparcial.

    No jornalismo, segundo ele, a gente precisa perseguir a OBJETIVIDADE.
    Pelo que você e o Jorge falaram, é exatamente isso.

    Não dá pra ler o Estado e esperar encontrar textos aclamados pelo MST, por exemplo.
    O que falta, eu acho, é uma “educação” para que as pessoas entendam as entrelinhas. De TUDO.

    Mas enfim, lembrei da aula do Rizzo pelo “imparcial”…
    (Sério, a aula dele é genial! ♥ posso declarar abertamente que eu tô ainda mais apaixonada pelo jornalismo agora que comecei a faculdade de jornalismo?
    Bom, já declarei! ;D
    Grata pela atenção, rs)

  21. Camila Alves Says:

    1. Pseudo-cults;
    2. Tanto excesso para uns;
    3. Tanta escassez para outros;
    4. Educação sendo vendida, como se fosse um produto;
    5. Ódio entre pessoas que outrora se amavam;
    6. Arrogância;
    7. Avareza;
    8. Solidão a dois;
    9. Desvalorização das diferenças;
    10. Auto-sabotagem;
    11. Coisas tão boas e que são imorais, ilegais e engordam (OMG, why?);
    12. Internet aumentando a distância entre as pessoas.

    Pronto. Minha lista de 13 só tem 12 coisas. [:D]

  22. Facudade Galera sem noção | Abraço - abraços e beijos Says:

    […] 13 coisas que fazem você pensar se a vida tem sentido « Fabio … […]

  23. Adriana Says:

    Paulo Coelho é o pior… esse não dá p/ engolir…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: