O tratado científico e definitivo das preliminares


O Banho Turco, de Ingres; auto-suficiência feminina

NÃO É JUSTO QUE EU passe para a história da humanidade como um cruzado antipreliminares. Não com meu currículo.  Se as preliminares de que eu participei fossem transformadas num filme, dariam um longa-metragem cheio de situações surpreendentes. Já recebi críticas de toda natureza no meu cartel romântico, mas nunca a de apático ou preguiçoso ou indolente no pré-coito. Isto posto, é preciso aceitar o fato de que as preliminares são um fato feminino, o que não quer dizer que sejam ruins para os homens. Apenas, são menos importantes para o homem do que são para a mulher.

Isso é inegável. Sigamos em frente a partir do que presumo que seja um consenso universal.

Homens precisam mais de cerveja e futebol do que as mulheres. Mulheres precisam mais de preliminares e de batom do que os homens. Certo?  Beleza.  Certíssimo. Nota: estamos no terreno das regras, não do que é excepcional. Conheço algumas cervejeiras que tomam numa tarde mais que tomo num mês.

Há um fato científico, biológico, incontestável por trás disso. A finalidade do sexo, tirada a procriação, é o prazer, ou, como meu amigo Thunder diz, a grande explosão da cópula cósmica. O homem alcança seu objetivo rapidamente, sem necessidade de preliminares. Como nosso saudoso Cafa dizia, é finalizar e um abraço. Depois, é o tédio, o sacred boredom, como diz meu amigo americano Eddie.  A fêmea, salvo as exceções, aquelas cuja taxa de hormônio é tal que gozam com o cheiro de um homem a dez metros ou apenas ao esfregar as pernas ao caminhar, precisa da preliminar para atingir a meta do coito. Logo, são duas relações completamente diferentes com as preliminares. Para os homens, um entretenimento que, com um bom roteiro como o dos seriados americanos, é tão bom que você pode até se viciar. Para as mulheres, uma necessidade, uma ponte sem a qual a explosão, como aconteceu com o homem bomba fracassado do vôo 253, é um sonho feito em pedaços.

Mais um consenso universal? Beleza.

Preliminares são, do ponto de vista sociológico, um fato novo. Dois dos maiores mulherengos da história, Casanova e Rasputin, simplesmente finalizavam, e as mulheres se enfileiravam para conhecê-los biblicamente. A mulher moderna, aquela que almeja um posto executivo, usa tailleur e é capaz de tuitar no coito, tem nas preliminares uma espécie de melhor amiga. O homem pode viver sem as preliminares, embora não signifique que queira viver. Podemos viver sem futebol ou sem conversas no bar, mas geralmente não queremos.

Tenho para mim que na preliminar ideal a mulher começa sozinha e, na segunda etapa, recebe, lânguida e preparada, a companhia masculina. Isso estimula na mulher a imaginação, os sentidos, e até, como diz Confúcio, a virtude suprema da auto-suficiência. Para o homem, é um tempo que ele pode dedicar à contemplação da fêmea, ou à leitura do jornal, ou até a um telefonema para a mãe com a qual está em falta.

Creio, modestamente, ter criado as bases de um tratado científico, biológico e definitivo das preliminares.

De resto, dispenso por temperamento congratulações, mas aceito desculpas, caso achem que seja o caso. Para facilitar, basta uma escrever. As demais, é só copiar e colar.

10 Respostas to “O tratado científico e definitivo das preliminares”

  1. Anarcoplayba Says:

    Subitamente, sinto-me inferiorizado em meu Tratado Sobre as Preliminares ante tão simples e singela demonstração de sabedoria.

    Resistirei estoicamente ao impulso de deletar meu post apenas e tão somente para que futuros arqueólogos possam analisá-lo, tal qual hoje podemos enxergar as armas de bronze sob a luz do aço carbono.

    • Nina Says:

      Anarco, cada post com finalidades diferentes, e geniais em suas metas particulares!

      Fábio: depois do seu post (o da controvérsia) fiquei pensando sobre isso (#thinking about it), incrédula que homens não curtissem as preliminares, pois era isso que eu havia entendido dos seus comentários.

      Massssssssssssssssssssssssssss

      seu tratado científico ficou excelente. Simples, claro, sincero. 😉

  2. Heleno Says:

    Parabéns, vocês “enfezaram” o Fábio! 😀 Ótimo texto!

  3. Nicky Says:

    “…mas aceito desculpas, caso achem que seja o caso. Para facilitar, basta uma escrever. As demais, é só copiar e colar.”

    Ai ai ai, Fabio Hernandez e seu senso de humor impagável ^^

    Eu copiaria e colaria o comentário da Nina.

    (Mas acho dispensável. Falou pouco, mas falou bonito, amiga! ;D )

  4. Re Says:

    Adorei Fábio!!

    Ficou ótimo e muito claro sim.
    Acho que ninguém aqui te viu como um antipreliminares, but… rs
    você mandou muito bem nas suas explicações!

    Anarco, relax ok?!
    adorei seu post sobre o assunto, ri bastante, e realmente, cada um com seu objetivo!
    Temos aqui um tratado… muito bem exposto para ambos os lados, e claro aos olhos de todos!

    =)

  5. Leo Conrad Says:

    Fantástico! Muito bem colocado Fábio!

  6. Carol Says:

    Sensacional …. o que dizer …. mandou muito bem ….
    O que seria de nós sem as maravilhosas e bem feitas preliminares…. 😉

  7. PRELIMINARES « Mario.Ruivo Blog Says:

    […] “Logo, são duas relações completamente diferentes com as preliminares. Para os homens, um e… […]

  8. Alice Barros Says:

    E eu que pensava que os homens poderiam curtir de algum modo as preliminares chego a conclusão de que isso é quase que impossível! rsrsrs
    Depois desse post do Dad, não sei o que pensar dos caras que dizem adorar esses momentos que eu – e todas as mulheres – curtem demais!!!
    Só acho que a ansiedade dos homens pelo coito torna o sexo algo simples, banal. #ProntoFalei

    • Srta Srta Says:

      Assino embaixo, Alice.
      ***
      “Para o homem, é um tempo que ele pode dedicar à contemplação da fêmea, ou à leitura do jornal, ou até a um telefonema para a mãe com a qual está em falta.” Essa foi boa.

      E eu sou cervejeira. Consigo viver sem preliminares. E sem cerveja. Não quer dizer que eu queira.
      (mas tudo bem, sinceramente, os homens me fizeram aprender a começar, muitas vezes sem “grande explosão da cópula cósmica”)

      [:P]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: