Quer saber se ela quer sexo com você? Olhe os pés


OS MANUAIS de etiqueta dizem que você deve olhar nos olhos de uma mulher na conversa, não no decote ou em qualquer outro ponto. Mas não é assim, com bons modos, que você vai saber se ela tem interesse sexual por você.  Observe os pés e você saberá se ela quer mais que um papo com você, segundo um novo e mundialmente comentado estudo feito por um psicólogo que dá aula na Universidade de Manchester, na Inglaterra. Centenas de pezinhos femininos foram examinados na pesquisa durante um bom tempo.

Para resumir. O sorriso é ambíguo e difícil de decifrar. Ela pode estar rindo de você, por exemplo. Pode também estar dando um sorriso protocolar, ou fingido.  Outros gestos corporais podem ser também artificiais, e não legítimos. Mas os pés, segundo o psicólogo, não mentem jamais. Pela potente razão de que a maior parte do tempo não os controlamos como a outros órgãos.

Funciona assim, segundo o estudo: quando ela está a fim de, na linguagem grosseira e inaceitável do Cafa, ser finalizada, os pés se afastam ligeiramente de tal forma que as pernas ficam mais abertas. Se ela cruzar as pernas, má notícia, amigo.  Pernas cruzadas e apertadas, então, é que ela tem aversão por você. Estando num bar ou restaurante, rache a conta, nestes casos, ou diga que esqueceu a carteira, porque não fará diferença. A pesquisa foi feita por um dos mais renomados psicólogos britânicos, Geoff Beattie. Você pode ouvir sua explicação numa entrevista que deu a uma rádio inglesa, se quiser.

Não me lembro, olhando para  trás. de ter reparado nisso, em nenhuma situação romântica em que me envolvi. Reparei, a maior parte das vezes, nos olhos arregalados, luminosos, que quase sempre tomei por sinceros, ou em gestos mais concretos, como um telefonema, para não falar em ações menos sutis dos pezinhos 35/36, como um chute na canela debaixo da mesa.

Mas, quando a ciência fala, quando a razão se pronuncia amparada em pesquisas feitas em universidades respeitadas, é mais sensato que as vozes da emoção primitiva, como a minha, se recolham a um silêncio que, para ser franco, também é difícil de decifrar. Talvez revele respeito, talvez esconda uma gargalhada de escárnio.

43 Respostas to “Quer saber se ela quer sexo com você? Olhe os pés”

  1. Claudia Says:

    Ah, isso é furada… Imagina se uma mulher que mantenha a classe vai ficar com as pernas abertas ou com os joelhos afastados??? Nunca!!! Ah, menos q não tenha educação ou seja vulgar a esse ponto. A cruzada de pernas pode, muitas vezes, revelar q ela quer mostrar a coxa ou algo mais…
    Essa pesquisa está furada… Mesmo assim, gostaria de ver uma pesquisa em relação aos homens…

    • Leo Says:

      No Sábado levei a minha esposa no shopping, para conhecer outro homem,, Ela acabou arrumando um parceiro, ficando descalça, com os pés inclinados, com as pontas dos dedos apoiados no chão, como se estivesse usando salto alto,., mostrando que queria sexo.

  2. Silvia Says:

    Concordo completamente com o que a Claudia disse!

  3. Anarcoplayba Says:

    Ahhhhhh, fábio… por favor… não simplifique as coisas:

    Pés: Não apenas “abertos”, mas apontando pra você. Os pés, assim como as mãos, denotam intenção. os dois pés paralelos e apontados para você, 100% de atenção em vc. Oblíquos cruzados pra frente, “quero mas não posso”, divergentes, apenas parte da atenção em você.

    Pernas: Abertas, receptiva. Fechadas, constrangida. Mas n pense que constrangimento significa falta de interesse: ela pode estar fechada e entrando no seu espaço pessoal, num comportamento de sujeição.

    Braços: Cruzados, defensiva, indo na sua direção, interessada.

    Olhos: Pupilas dilatadas, interesse. Contraídas, tensão. (é como se o seu corpo quisesse absrover tudo do que lhe dá prazer, por isso as pupilas se dilatam – exceto em caso de drogas ou iluminação ruim). Os lados para os quais vc olha quando fala tbm fazem diferença, ou ainda fechar os olhos.

    Soriso: É razoavelmente nítida a diferença entre rir pra você ou de você: o canto dos lábios. No sorriso sincero, o canto puxa o meio, no “meio sorriso” ele começa do meio.

    E os outros clássicos que são tão clichês que nem valem comentário: umedecer os lábios, arrumar o cabelo, mostrar o pescoço.

    Mas o grande truque é ver o todo sem se focar nas partes. Você consegue mentir com uma parte do corpo, mas com todas ao mesmo tempo, não dá.

  4. Karina Says:

    Ai, ai, ai… não vou questionar o mérito dessa pesquisa de grande utilidade pública, mas… quem diabos fica atento a isso?! Enquanto vc está preocupado em ver se os pés da menina estão tortos ou diretamente apontados na sua direção, está deixando ir embora uma grande oportunidade de reveter o quadro.

    Apesar disso, eu entendi o fundamento da coisa. Qd ele diz que as pernas se afastam li-gei-ra-men-te, não significa que a mulher esteja vulgarmente se oferecendo, significa apenas que ela está à vontade o bastante para não ficar se policiando. E isso é bem fácil de verificar. Pelo menos comigo acontece. Imaginem um encontro. Nos primeiros momentos existe uma certa apreensão, o normal é que se mantenha uma postura mais contida. À medida que a situação fica mais natural, há um relaxamento, e esse “estar à vontade” não significa de forma alguma ser deselegante, significa simplesmente que os movimentos vão ganhando uma naturalidade que dispensa certos padrões posturais.
    O normal é que as pernas se mantenham cruzadas pq somos habituadas a isso. Há mulheres que têm uma dificuldade enorme de se sentarem sem cruzar as pernas, outras não. Mas não é isso que nos torna mais ou menos elegantes, é o conjunto.
    E, no mais, o fato de a mulher se sentir à vontade n significa que esteja interessada em sexo. É possível, não provável.

    • Anarcoplayba Says:

      Ahhhh, minha Nêmesis…

      Quem prestaria atenção nessas coisas? Um virginiano neurótico como eu.

      • Karina Says:

        Nêmesis meu,

        Isso eu já percebi, dadas as minúcias do comentário acima. Mas tomei o cuidado de n me dirigir diretamente à sua pessoa para n dar azo a mais maledicências.

        (bandeira branca, amor… não posso mais…)

    • Fabio Hernandez Says:

      O oferecimento de uma mulher jamais é vulgar. Fato. É lírico, poético em qquer circunstância. Mesmo num lupanar há uma beleza perturbadora no oferecimento da mulher.

    • Nicky-san Says:

      Karina, vc tem toda razão quanto a cruzar as pernas!
      Eu, por exemplo, fico inquieta se não cruzo!

      Dá pra dizer que é um sinal inconsciente de que eu busco confiança, preciso de algo a que me apoiar pq sou insegura, mimimi. Não sei, mas também não ligo.

      E a parte de “estar interessada em sexo” é tricky!
      Conscientemente, a gente vai negar até a morte! Acho que a questão abordada pelo psicólogo são os sinais que o nosso corpo dá sem nos darmos conta.
      (Quem falou da pupila dilatada, mexer no cabelo etc…? Ah, o Anarco.)

      Quando a gente tem consciência dessas coisas, parece que começamos a nos policiar e evitar dar tantos sinais…
      (Mas as malditas pupilas dilatadas e o maldito sorriso sincero sempre acabam nos denunciando, o moço merecendo ou não! Sorte nossa que a maioria dos homens não presta atenção exatamente nos nossos olhos e no nosso sorriso quando estão lá, tentando ‘nos ganhar’, rs.)

  5. Pedro Says:

    Sou louco por pés femininos.

    Se o pé está apontando para mim, para a porta ou para o barman, tanto faz. Quando gosto do pé, vou atrás da garota. Mas se o pé for feio (principalmente o segundo dedo, aquele ao lado do dedão, sabem?), nada salva. Não adianta ter olho verde, cabelo liso, etc etc.

    Pé bonito, numa mulher, é questão capital.

  6. Anarcoplayba Says:

    Ah, Karina, minha cara… e qual seria a graça de um embate unilateral? Sua oferta de paz é aceita, mas não sem sofrimento…

    Pense em como este palco se beneficiaria do espetáculo…

  7. Neyde Says:

    O corpo fala meu alter ego
    Ele se comunica dando sinais através de uma comunicação não verbal Tudo o que expressamos mostra o que pensamos. Para percebermos os movimentos, atitudes, olhar, tom de voz não basta só ficar atento aos sinais, mas interpretá-los.
    A cada momento ou em cada situação nós mostramos nossos desejos e disfarces.
    Esta variedade de expressões está ligada à relação entre a pessoa que está sendo vista e a que está vendo.
    Quem não compreende um olhar ( Mario Quintana) de desejo, de tristeza ou de felicidade?
    Basta um olhar para dizer tudo.
    Bjs

    • Fabio Hernandez Says:

      O ponto do cara é que o olhar, o sorriso, a língua nos lábios (coisas que tb o Anarco lembra) tudo isso pode ser fajuto, mas o pezinho não mente jamais.

  8. Nevermind Says:

    Olhar para o pé? Para mim está um pouco difícil, mas acho que posso dizer que continuo sentindo o mesmo aqui na minha bunda…

    • Fabio Hernandez Says:

      Quais são os sinais corporais do pé na bunda, Nevermind e amigos?
      Todo mundo estuda a linguagem do amor, e a do desamor?
      Vou consultar o Google Academics, como disse o Rafa, e tentar um post sobre o assunto.

      • Anarcoplayba Says:

        Fábio… que diferença faz?

        Se ela coloca a lingua nos lábios de propósito, é porque ela QUER que você saiba que ela está interessada. E por que alguém que não está interessada fingiria interesse?

        No fim, se ela demonstra interesse (consciente ou inconscientemente, legítimo ou não) é porque há interesse.

        Agora, fingir desinteresse não implica necessariamente em falta de interesse.

      • Anarcoplayba Says:

        E eu errei… essa resposta era pra ser na sua resposta à Neide…

      • Nevermind Says:

        Pé na bunda provoca ferida narcísica. O tamanho e a extensão da mesma depende da estrutura psicológica do chutado, daí porque a ampla gama de sintomas. São comuns:

        1. Palpitações e descompassos: o coração do sujeito de repente “aparece” – pulsa de maneira irregular, que, na ânsia, a gente vai tentando se acalmar, mas não consegue – donde o pula repula (lembra a música: “zabumba-bumba esquisito/batendo dentro do peito”?). O coração bate em qualquer ponto do corpo, principalmente na goela, no ouvido e na cabeça.

        2. Prostração e hipotonia: vontade de dormir, de permanecer em posição fetal; as menores tarefas do cotidiano começam a parecer a escalada do Kilimanjaro; assim, o sujeito faz as coisas às pressas, como para se livrar delas logo, ou simplesmente não as faz. Danos à higiene e à imagem costumam acompanhar este sintoma.

        3. Pensamentos recursivos: disso, de certo modo, já se falou aqui, sendo famosa a teoria do Anarcoplayba. Isso inclui visitar a página social do chutador ou seu Twitter 321.542 vezes ao dia. Só acrescento que essa armadilha, a pior de todas e a que precisa ser desarmada o mais rapidamente possível, revela o caráter psicótico da fala íntima do amante atingido pela tragédia. Recomendo a leitura dos “Fragmentos”, de Barthes (fragmento “Por que?”), para uma explanação sintética, mas profunda.

        4. Insônia: como desgraça pouca é bobagem, a vontade de dormir do infeliz com dor no cóccix tem como companheira inseparável a absoluta incapacidade de dormir, ou o sono sobressaltado, o que provoca um terrível efeito cascata sobre o corpo e a mente. Não raro a bebedeira ou o abuso de ansiolíticos surge como solução, só para depois se descobrir que isso é outra desgraça a mais.

        5. Tagarelice egóica: vejam o meu caso: não consigo parar de falar de mim mesmo, da minha “desgraça” etc. etc. O sujeito se torna insuportavelmente tagarela, e em toda ocasião, ainda que veladamente, ele fala de si, para si e sobre si. Somebody, please, kill me.

        É o que me ocorre no momento.

        Abs.

      • Re Says:

        Tenho que concordar plenamente com Nevermind!

        tenho todos os sintomas, e tb estou na tagarelice.
        è uma droga…. tem momentos em que a gnt só quer chorar, outros em que quer sumir, num outro momento a rebeldia: Não quero mais saber, não vou mais atrás ou vou esquecer! Minutos depois stá ouvindo aquela música… ou alguma musica que toca lembra e tudo volta.

        ôoooo estadinho de mer#@*&%¨! hahaha

        Os pés podem dizer… nunca reparei, mas podem…
        Mas o corpo responde a tudo de uma vez só, e é dificil aguentar.

  9. Srta. O Says:

    Que o corpo fala, isso não há dúvidas. Mas aí generalizar nesse sentido não dá. É bem o que a Karina disse, o cruzar de pernas é questão de educação. Não dá pra rotular todo mundo e colocar chifre em cabeça de cavalo. Não é só porque a pesquisa é de lá do exterior que a gente tem que dar crédito. Muitas vezes, esse pessoal é tão tapado que nem é capaz de ficar na técnica e esquecer da teoria..e aí perde a oportunidade.

    • Fabio Hernandez Says:

      Srta. O: já que vc criticou o estudo do figurão inglês: quais são seus sinais? Como vc fez o RR se dar conta de que a luz era verde?

  10. Nicky-san Says:

    Well, se alguém quiser ler o artigo inteiro (traduzido), aqui está:
    http://wp.me/pIU8W-P

    I hope you like it.

    • Fabio Hernandez Says:

      Excelente a tradução da Nicky-san, jovem escritora e, vemos agora, tb tradutora.

      • Nicky-san Says:

        Aawww, thank you!

        (Um elogio desse do cara que eu lia escondida quando era teenager tem um peso inexplicável…)

  11. Pê Sousa Says:

    Rapaz!!!Nychy-san me surpreende a cada comentário seu!! Além dos ótimos textos que escreve no ‘só entre nós” tb é tradutora!! Afinal, que mais atributos terá esta amazona da selva de pedra?

    • Nicky-san Says:

      Oi Pêeee

      Então, não estamos mais entre nós.
      (Ai, ninguém morreu!)
      haha.
      Aprendi a brincar de WordPress… agora é http://moniquebuzatto.wordpress.com

      E atributos?? Menino, não fala assim, vai me deixar metida!
      rs

      Obrigada 🙂
      (Vai um segredo: sou formada em letras… Meu bacharelado – que eu larguei – era em tradução. Como não precisa de diploma pra ser tradutora, vou me divirtindo no blog…)

      Beijos

  12. sabara aleixo Says:

    sou sabara aleixo sei mi manter na parada.

  13. josé floriano santos Says:

    Eu não deixo uma resposta e sim um pergunta, se é que vocês podem me responder. Sou arriado por uma colega de trabalho, paixão brava, mas não percebo nenhum interesse dela em mim. De vez em quando ele me dá um abraço, afasta os cabelos e me oferece o pescoço pra eu beijar, mas entendo isso como uma forma de me agradar pois sou muito prestativo para com ela. Somos casados, isto é, ela tem um companheiro e eu tenho uma companheira. Ela já me falou que não o ama e que vive com ele por circunstâncias, assim como eu que estou na iminência de separar da minha mulher. O que eu deveria fazer?. Já pensei em declarar a ela que a amo e que não estou aguentando mais essa situação, mas não quero perde-la pois meu amor é tão imenso que preferiria mante-la como amiga, mesmo sofrendo, pois eu acho que um amor verdadeiro se submete a sacrifício como esse.

  14. Leo Says:

    Sou casado, mas como fiquei impotente,liberei a minha mulher para arrumar outro parceiro e ter relações sexuais. No Sábado levei ela no shopping, para conhecer alguem,, Ela acabou arrumando um parceiro, ficando descalça, com os pés inclinados, com as pontas dos dedos apoiados no chão, como se estivesse usando salto alto,., mostrando que queria sexo.

  15. disc jockey business Says:

    Today, I went to the beach front with my kids.
    I found a sea shell and gave it to my 4 year old daughter
    and said “You can hear the ocean if you put this to your ear.” She put the shell to her ear and screamed.
    There was a hermit crab inside and it pinched her ear.
    She never wants to go back! LoL I know this is totally off
    topic but I had to tell someone!

  16. samuraylouco Says:

    O corpo fala o que quer. Se as pernas se cruzam, ela não quer nada mesmo, pois está fechando de forma instintiva o que voce está querendo (a vagina kkkk). Caso mantem um pouco aberta, está mandando uma mensagem inconsciente que ela está facil. Isso não quer dizer que vc vai comer a moça por causa disso, mas uma pessoa habilidosa sabe aproveitar esses indícios.

  17. robson dias Says:

    Mulher quando quer dar coça a xoxota e segura no teu pau sem delongas.

  18. Mateus Says:

    Sempre que vou a pscologa ela conversa comigo com as pernas abertas, acho que ela quer tranzar comigo kkkkkkkkk

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: