A moda da barba e a Senhorita Z


Barba. Vou escrever sobre o que coloquei no título. Mas calma. Antes quero rir. Porque barba me remete a um esquete clássico do Monty Python que você encontra facilmente no YouTube. É uma partida de futebol entre os filósofos gregos e os alemães, e a cena mais engraçada é quando Karl Marx começa o aquecimento para entrar no time da Alemanha. O cara que interpretou Marx é mais parecido com Marx que o próprio Marx.

Bem, a barba, segundo os especialistas, voltou à moda. Uma das evidências está em David Beckham, que virou notícia pela barba à Marx, ou quase, que subitamente passou a usar. Quando formadores de aparência como Beckham aparecem com alguma coisa nova, a repercussão é transatlântica. Se você der um Google vai ver que Beckham hirsuto é notícia no mundo todo.

Uma blogueira européia que estava hoje na página principal do WordPress centrpu seu texto na moda da barba. Ela logo avisou que não gostava. Barba, para ela, envelhece o homem. Pior ainda, foi adiante a blogueira, quando é usada para compensar a perda de cabelo.  Aí, no parecer sarcástico da blogueira, o homem chama a atenção exatamente para aquilo que pretende ocultar. (Lembro uma tirada de Bruce Willis. Ele já estava longe de poder usar uma franja, e disse que depois de uma certa idade o cabelo aparece nos lugares errados, como o nariz.)

A blogueira disse que gosta de cara limpa. Não só ela, segundo uma pesquisa apresentada no texto. A grande maioria dos homens dizia acreditar que a barba aumenta a aparência de virilidade, de macheza. Só que as mulheres diziam, na maior parte, que a barba não está com nada. Uma ilusão masculina? Talvez não. Já no primeiro comentário uma mulher dizia gostar de barba. Uma amiga minha dos tempos de faculdade, que vou chamar aqui de Senhorita Z, dizia, depois que tomava o segundo steinhegger, que não havia sensação melhor na vida do que uma barba pinicando furiosamente sua, bem, como dizer?, sua bu, não, não dá, minha mãe me mataria ao ler, sua periquita.

A periquita da Senhorita Z era maluca por barbas. Quando frequentei, por algumas semanas, o apartamento que ela dividia no bairro longínquo do Ipiranga com uma amiga de Amparo, e não apenas para fazer trabalhos escolares, tive que suspender o uso diário do Philishave.

Minha mãe ficou feliz quando ouviu o barulho do Philishave outra vez. Ela sempre detestou barba, cachorro e erros de português, que ela corrigia como recomendava o imperador-filósofo: usando sutilmente a mesma palavra ou expressão da maneira certa.

Mamãe está na maioria antibarba da pesquisa. Eu oscilo entre fases de cara limpa e outras de barba. Quando canso de mim mesmo, mudo. Barbas me remetem a muitas coisas, entre as quais o aplicado e carrancudo Karl Marx do Monty Python. Mas nenhuma delas se compara à imagem inflamada, entusiasmada, quase histérica da Senhorita Z, querida colega por alguns anos e mais que isso por umas semanas, ao falar em tons épicos do efeito de uma barba em sua alegre, acolhera e saudosa periquita.

24 Respostas to “A moda da barba e a Senhorita Z”

  1. Alice Barros Says:

    Que loucaaaaaaaa!!! Cada uma sente prazer do modo como achar mais conveniente. Enfim, uma boa história e um excelente texto!!

  2. Monique Buzatto Says:

    (eu ri muito!)

    Sua mãe deve ser uma lady!

    Não tenho nada contra barbas… acho divertido quando, ao sair do abraço de um cara, alguns fiozinhos vermelhos do meu cabelo ficam presos. Quite charming, dependendo da situação…

    Falar do Beckham é sacanagem.
    Até usando calcinha o cara é notícia, o que é uma barbinha? bleeeeh ;P

    Texto excelente, muito bem-humorado!

  3. Anônima Says:

    Minha mãe morou com uma amiga num apartamento no Ipiranga e me contou que namorou com um Fabio.
    Será possível???

  4. Katia Says:

    O problema não é a barba, e sim quem a usa.
    Ah, vcs esqueceram de uma coisa. O que é a barba perto de um bigode? Ninguéééém merece um bigodim!

  5. Daniel Chicote Says:

    Monique. Fábio. Tudo bem?
    Demais leitores do blog, tudo na paz?
    Confesso, assim com o Fábio, oscilo entre períodos com e sem barba.
    E justamente como ele disse, quando enjoo de mim mesmo.
    Algumas dizem que gostam, outras reclamam … o fato é que não é possível agradar a todos, não é? Rs. Rs. Rs.
    Porém (confesso mais uma vez) que vez ou outra … deixo quem estiver comigo decidir … “Você prefere com ou sem barba?”, “Sem Barba, você fica com mais carinha de bebê”.
    Bom, é isso … rsrsrsrsrs.

    Abs

    • Alice Barros Says:

      E vc está certo, certíssimo, Daniel!!! Eu particularmente gosto de homens com barba, mas as vezes enjoo tbm… Deixar quem está com vc escolher é o máximooo!!!

      =*

  6. Pedro Nogueira Says:

    Desde que a mulher deixe os pelos púbicos do jeito que eu gosto, tudo bem, ela influencia na decisão da barba. Caso contrário, é uma troca injusta.

  7. Fabio Hernandez Says:

    Alice: Tio Fabio sempre disse que vcs ficam bonitas pra vcs mesmas …

    • Monique Buzatto Says:

      Vocês também deveriam ficar bonitos pra nós mesmas 😉

      • Rebeca Says:

        Não da pra negar que mulher se arruma para mulher, até porque é raríssimo um homem que repare em todos os detalhes… rs
        A verdade é que nos arrumamos para ficar mais bonita que outras mulheres, e não para elas.

        É muitoo legal nos deixar escolher a barba.. até porque depilação é horrível…. vamos combinar….

  8. Alice Barros Says:

    Ah Fabio, nós ficamos bonitas pra seduzir os homens e impressionar as outras mulheres. Seu tio Fábio tinha 50% de razão! rsrsr

    E eu concordo com a Rebeca, é mto sacrifício! Aff…

  9. Janaina Says:

    Voltando à questão da barba…

    Existem barbas e barbas. Em alguns homens ela é imprescindível, como o Eric Clapton, que a usa para esconder a ausência de queixo. Em outros, ela serve para esconder os traços de garotinho, como aquele ator novinho, Tiago Rodrigues, ou o Bruno Gagliasso.
    Em outros, bem, é estilo mesmo, tem homens que ficam simplesmente deliciosos de barba. Eu, pessoalmente, gosto muito. Mesmo não tendo ligado aos fatos que no que disse a senhora Z. Vou começar a prestar mais atenção… Mesmo achando que já são muitas sensações pra eu poder me lembrar da barba…

    • Fabio Hernandez Says:

      Barba é sexy, é isso que vc quis dizer, Janaína? Deixa o cara mais viril, é isso? Meninas, vcs concordam? Vcs gostariam que a barba voltasse à moda, como parece que vai acontecer? Se sim, por questões estéticas ou porque a fricção, como disse a saudosa Senhorita Z, é irresistível para os sentidos?

      • Alice Barros Says:

        Eu concordoooo!!! Alguns homens de barba são irresistíveis. A questão é estética, mas vale salientar que a fricção da barba no pescoço enlouquece…
        Fica a dica. =*

      • Fabio Hernandez Says:

        Se me lembro bem, alguma mulher da turma falou também de fricção, mas não exatamente no pescoço.

        F

      • Karina Says:

        Fabio Hernandez, um tratado sobre a barba, que pode ser irresistível ou terrível:

        Terrível quando:
        – é aquela barba rala de quem quer mostrar que tem barba mas na verdade faria melhor se admitisse sua vocação para bumbum de neném;
        – é uma barba que disputa o tamanho com o cabelo da moça;
        – é puro desleixo, simplesmente preguiça de fazer a barba;
        – não é necessariamente fruto de desleixo, mas seu portador não é lá muito zeloso com ela;
        – ela é umedecida por certos fluidos…
        (e todos esses aspectos negativos triplicam se for um cavanhaque, que ainda carrega mais um fardo: sempre parece que o cara só deixa cavanhaque pq quer posar de irresistível)

        Mas a barba é realmente irresistível quando:
        – é um charmoso sujeito de mais de meia-idade que a ostenta;
        – é aquela barba “não deu tempo de fazer, desculpa, está arranhando”;
        – é aquela barba “deixei sem fazer só pq sei que vc gosta quando arranha”;
        – é aquela barba em um homem de qualquer idade que seja ele simplesmente irresistível.

        =D

      • Fabio Hernandez Says:

        Karina, que tratado minucioso e bem escrito! Parabéns, isso abre uma nova etapa de discussão sobre a barba aqui no blog.
        Me enquadrei claramente no quesito 4 da Barba Terrível. Quando a deixo, cuido definitivamente pouco dela. Sabe aquela coisa de aparar certas partes no pescoço e na bochecha? Pois é … Bem, você deixou o terreno pronto para que mais fêmeas digam quando a barba é terrível e quando é irresistível. Excelente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: