“Você está entediado com a vida?”



“Achei uma revista velha”, disse Cris pela manhâ. “Vi um artigo que gostaria que você lesse.”

Cris guardava revistas às vezes durante anos. Tinha fascínio por revistas. Impressas, não digitais. Revistas para admirar as grandes fotos, o papel soberbo, os textos profundos, as idéias de pauta originais. Cris acabara de acordar, e vestia uma camisa branca e uma calça preta. Estava apressada. Tinha uma reunião de trabalho dali a pouco tempo.
A revista da qual ela falava pregava a simplicidade. Cris prezava a vida simples, exceto na gastronomia e na moda. Gostava de receitas refinadas, e sua comida era admirada, cobiçada e devorada pelos amigos. E tratava com esmero de seu guarda-roupa, enriquecido fazia pouco tempo por uma peça Putti de um colorido exuberante. O artigo específico tratava de uma opção de vida simbolizada por dois filósofos gregos. Um, Heráclito, chorava diante da miséria humana. Traições, decepções, falsidades. O outro, Demócrito, ria. Montaigne usou em seus Ensaios os dois gregos para defender o riso como resposta à miséria humana, e não o choro. O autor do artigo que Cris dera a Pedro para ler falava disso tudo para defender a manutenção do humor no correr dos longos dias e dos inevitáveis tropeços. Sêneca usara uma expressão que Pedro gostava de citar para definir a vida: “um perpétuo vai-e-vém de elevações e quedas”. O sábio, segundo Sêneca, suporta as quedas, e não se deixa enganar e deslumbrar pelas elevações.
“Tem uma frase neste artigo que vou adotar para mim imediatamente”, disse Cris.
“Hmmm”, murmurou Pedro.
Pedro estava lendo texto, e pensou em qual seria a frase de que falava Cris enquanto arrumava o cabelo para a reunião. Não chegou a nenhuma conclusão. Heráclito? Demócrito? Montaigne?
Não. A frase que a marcara no artigo era de um general romano, Mário. Era um exemplo soberbo do humor e sabedoria pregados por Demócrito. Desafiado para um duelo de morte por um chefe bárbaro, Mário , segundo relatos de historiadores, respondeu-lhe: “Você está entediado com a vida? Então, se enforque.” E foi embora, alegremente.
“Vou adotar as palavras daquele general como lema”, disse Cris. “Quando vierem me incomodar por nada, como é tão comum, vou virar e dizer: tá entediando com a vida? Se enforca.”
Riu, deu um beijo rápido em Pedro e saiu rumo à reunião e a suas recém-adquiridas ofertas de enforcamento.

16 Respostas to ““Você está entediado com a vida?””

  1. Denis Mendonça Says:

    Se eu começar a falar essa frase para os que me incomodam não restarão homens em meu prédio… se bem que… ótima idéia! Já volto!

  2. PAULO TAMBURRO Says:

    Sempre que venho aqui, na próxima crônica que escrevo, a faço melhor.Ainda bem que competência pega.Belo texto

  3. Dany Lopê Says:

    Finalmente concordo com Cris.

  4. P. S. Rullor Says:

    Como sempre, um belo e profundo texto… Agora, Fabio, se você ler mesmo estes comentários, quero te fazer um convite: eu sempre disse que a arte imitava a vida. Pois bem, é o que está no blog: http://www.paulorullor.blogspot.com

    Acesse e veja!

  5. Rebeca Says:

    Descobri esse blog e adorei! Parabéns Fábio!!
    gosto muito de ler, e tb de escrever algumas coisas, principalmente qdo falam coisas que eu adoraria dizer mas não consigo. hoje me identifico com a Cris! há

  6. PequenAprendiz Says:

    Com o tempo a vida nos ensina rir da miséria humana e consequentemente nos torna mais fortes. Essa de dizer vai se enforcar é muito boa, sábia essa mulher! lol
    Bom final de semana!

  7. PequenAprendiz Says:

    Com o tempo a vida nos ensina rir da miséria humana e consequentemente nos torna mais fortes. Essa de dizer vai se enforcar é muito boa, sábia essa mulher! lol
    Bom final de semana!

  8. PequenAprendiz Says:

    Com o tempo a vida nos ensina rir da miséria humana e consequentemente nos torna mais fortes. Essa de dizer vai se enforcar é muito boa, sábia essa mulher! lol
    Bom final de semana!

  9. PequenAprendiz Says:

    Com o tempo a vida nos ensina rir da miséria humana e consequentemente nos torna mais fortes. Essa de dizer vai se enforcar é muito boa, sábia essa mulher! lol
    Bom final de semana!

  10. Fabrizio Salina Says:

    Só faltou citar o autor: Eugênio Mussak, pois com “Vida Simpes” ficou óbvio! Também guardo o artigo, e pra quem quiser provar na fonte basta procurar ‘sapiens-mussak’.

  11. nena Says:

    sou a única que pede para atualizar??

  12. Norma Says:

    Olá, Fábio,
    primeiramente gostaria de falar que simplesmente A-D-O-R-O seus textos. Todos os dias, uma das priemiras páginas que eu abro é a sua. Adoro mesmo essa profundidade que explicita a realidade.

    Também gosto de pensar no comportamento humano.

    Um dia um amigo me disse que escrevo bem … na verdade ainda tenho muito o quê aprender. Tenho apenas 17 anos e vou prestar vesibular agora. Mas eu gosto muito de escrever, do meu jeito, sabe?!, sem regras, como coração… como se fosse um fluxo que vai saindo da minha cabeça e passando para os meus dedos. Enfim, fiz um blog há alguns meses, pouco atualizo devido á dedicação ao estudo pro vestibular. Gostaria que você lesse e comentasse (são apenas 6 textos).

    Nem sei como finalizo… acredito que Parabéns pelos textos é pouco… Divinos! 😉

    Muito obrigada pela atenção!

  13. Anónimo Says:

    Que post chato! O pior é que os outros sumiram. Aliás, duas vezes… Que relapso.

  14. Anónimo Says:

    acho que ele está entediado com a vida.

  15. Anónimo Says:

    Putti?????
    Que burro, é Pucci, cara!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: