“Fuja das mulheres que só olham para elas mesmas”


Mulher na Banheira, de Jeff Koons

 

 

MEU TIO FÁBIO, FALECIDO homem sábio do interior, certa vez me disse o seguinte: “Mantenha distância de mulheres que usem muito as palavras �eu�, �meu�, �minha�. Prefira as que falem �nós�, �nosso� e �nossa�. Algumas vezes não segui os conselhos de tio Fábio, Deus o tenha. E nessas vezes todas vezes me dei mal. Topei com mulheres egocêntricas, para as quais poucas coisas, se é que alguma, importavam além delas mesmas. (A advertência de tio Fábio se aplicaria perfeitamente também para as mulheres. Fosse eu Fabia, não Fabio, ele certamente diria para fugir de homens que despejam pela boca �eu�, �meu�, �minha�.)
A boa relação amorosa só é boa porque os dois pensam menos em seus interesses pessoais e mais nos interesses de ambos. Não estou dizendo aqui, longe disso, que você deve abdicar de suas vontades. Quando você faz isso começa a morrer. O que estou propondo – aliás, nem sou eu, mas tio Fabio – é que se levem em consideração as vontades dos dois. (E lá vou eu para mais uma digressão. Um amigo meu, Carlos, um grande cara, sempre bem-humorado, gosta de contar sorrindo que sua namorada joga fora seu exemplar da Playboy quando o vê com a revista. Um dia esse sorriso fatalmente desaparecerá. Carlos abdicou de sua vontade. E foi ajudado por uma namorada que diz copiosamente �eu�, �meu� e �minha�. Namoros assim não podem dar certo. E não dão.
Você tem que doar algo no amor. E a mulher também tem que doar algo a você. O grande amor, o amor verdadeiro, é essencialmente solidário e altruísta. Ela quer sair pra dançar. Você quer ficar em casa comendo pipoca e vendo o teipe de um jogo do campeonato italiano. É uma situação absolutamente normal. Banal. Ela se complica quando nem você consegue enxergar o desejo dela (e concordo que sair para dançar é um grande mico, sobretudo quando se pode ver o teipe de um jogo e há um saco de pipoca louco pra ser posto no microondas), nem ela o seu. Os dois são, nesse caso, amorosamente míopes. E não há nada, nem mesmo uma abrasadora química que leva a um sexo extasiante, que resista à miopia amorosa. O míope amoroso só vê a si próprio. E depois, quando as coisas não dão certo, atribui toda a responsabilidade à outra parte.
Permissão para mais uma digressão? Gracias. O míope amoroso (homens e mulheres estão incluídos nessa categoria, evidentemente) jamais limita sua miopia ao campo do amor. Estende a todas as outras atividades. No trabalho, o chefe é, para ele, sempre um tirano injusto. E o colega, na visão parcial e distorcida dele, está sempre pronto para puxar seu tapete. Quando um projeto fracassa, a culpa é jamais do míope. O míope amoroso é míope profissional também. O mundo o persegue, cruel como um cossaco russo, para usar uma expressão clássica de tio Fabio. (Jamais soube se os cossacos russos eram cruéis mesmo. Mas não faz mal. Se tio Fabio falou, para mim, já é mais que o suficiente.)
Reconhecer uma mulher que só pensa nela mesmo é fácil. Ela pode ser esperta o bastante para não abusar do uso de �eu�, �meu� e �minha�. Mas numa conversa, quando você estiver falando de suas coisas, os olhos dela rapidamente voarão para um ponto bem distante. Ela não prestará atenção senão no que disser a respeito ela mesma. A mulher de vista plena, em oposição à míope, olhará fixamente nos olhos. Ouvirá com devoção cada palavra que você disser, mesmo que não concorde com nada. E depois será capaz de reproduzir suas falas nas vírgulas. Os relacionamentos são todos difíceis, sabemos nós. Mas são simplesmente impossíveis quando a seu lado está uma míope amorosa. Aí, por mais esforço que você dedique ao namoro, por mais empenho que tenha para que as coisas funcionem, se tratará de mais um triunfo da esperança sobre a experiência, para usar a clássica expressão do Dr. Johnson.

12 Respostas to ““Fuja das mulheres que só olham para elas mesmas””

  1. joana Says:

    Fabio , vc sabe né? O tio Fabio já faz parte de nossas famílias! Foi um prazer conhecer vocês !!

  2. joana Says:

    Fabio, o tio Fabio nessa altura do campeonato ja faz parte de nossa família! Esta sendo um prazer conhecer vocês!! beijos !!

  3. joana Says:

    A cada leitura me apaixono mais pelo tio Fabio !!

  4. Oliveira Says:

    Sair para comprar pratos pode lhe dar a luz para tudo.

  5. Mantraman Says:

    FH amor-arte, amor-invenção, única saída. o ego, que no budismo é conhecido como ignorância, faz parte da babárie geral que estamos atolados.

    afora isto, no plano da barbárie, o “míope amoroso” (que bela definição!)´, é aquele que, ao ter uma relação sexual, só pensa no próprio orgasmo. ou seja, nunca gozou.

  6. Mantraman Says:

    FH amor-arte, amor-invenção, única saída. o ego, que no budismo é conhecido como ignorância, faz parte da babárie geral que estamos atolados.

    afora isto, no plano da barbárie, o “míope amoroso” (que bela definição!)´, é aquele que, ao ter uma relação sexual, só pensa no próprio orgasmo. ou seja, nunca gozou.

  7. Srta. Rosa Says:

    Eu concordo; pero em parte. Achei o exemplo péssimo, por exemplo. O que as pessoas que se relacionam tem contra fazer um programa ou outro separado de vez em quando?
    Por isso que eu não consigo engrenar em nada. Tem o seu, o meu e o nosso. Acho uma p*** sacanagem desde temposimemoriais que as pessoas tenham que fazer tudo junto. Casal siamês me estressa em ultimo grau. Isso para mim não é estar comprometido. Mas enfim, essa soy yo.
    Acho até que vou responder com um post lá no Srta., já que o tema merece.
    Anyway muito bem escrito, as usual.

    Bezzos,

  8. Brunna Says:

    Isso é um tema bastante interessante, se tratando de pessoas egocêntricas, penso que devemos procurar entender de alguma forma a pessoa que amamos, e deixar que ela tambem nós entenda, e procure nos aceitar e nos ajudar, pois todos erramos e no caso do miope amoroso, não há nenhuma forma de doaçao, so queremos pensar em nossas virtudes e nos erros dos outros, acho que deixar de ser um miope e nos conhecer melhor e saber que nós tambem somos imperfeitos, é uma grande conquista e nos ajuda muito na nossa vida.
    um super beijo, sempre leio seus textos e lhe digo que me ajuda um pouco, pois sempre que posso escrevo os meus ;D

  9. Philipe Portela Says:

    Ótimas comclusões em seu texto…
    Estarei adquirido seu livro em breve, se for bom como o blog, vale a pena.
    Abraço,
    PH

  10. Julia Says:

    Você tem que doar algo no amor. Frase simples, efeito grande, Fabio. bjs

  11. Anónimo Says:

    Dançar,é muito gostoso…pq não se pode dançar num dia e ver esse teipe com pipoca no outro??
    Olha a miupia amorosa,gente???

  12. eduardo Says:

    muito bom valeu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: