Heroísmo por trás da maquiagem


Este é o título de um capítulo do mais recente livro de um historiador inglês de que gosto muito, Paul Johnson. O livro se chama Heróis, e PJ fala de personagens tão diferentes como
Churchill e Mae West. Mae West foi uma das mais brilhantes e bem-sucedidas comediantes de todos os tempos, e ao ver PJ falar dela me lembrei de um texto no qual afirmei que mulheres não são engraçadas.

Bem, hoje estou convicto de que estava … bem, estava certo. Mae West é uma poderosa exceção. Ela tinha um código de conduta extraordinariamente sábio. Transcrevo-o abaixo, e
secretamente lamento que raras, raríssimas mulheres tenham o senso de humor de Mae West.

Coisas que nunca faço

1. Tirar o homem de outra mulher. Pelo menos intencionalmente, quero dizer, embora no amor e na guerra valha tudo, e não seja pecado.
2. Ser outra coisa que não eu mesma o tempo todo, a não ser no palco ou na tela, pois é aí que começa a atuação.
3. Jamais cozinho, costuro, lavo pratos, descasco batata, como cebola ou rôo as unhas.
4. Usar meias de algodão branco ou entrar em um campo de nudistas
5. Jamais vou gostar de ópera, do Número Treze, cantar músicas tirolesas, espaguete frio, ratos, lesmas, homens que raspam o pescoço ou banana madura demais.
6. Preocupar-me com pessoas que assobiam no camarim ou passam cheque sem fundo.
7. Fazer papel de mãe, papéis tristes ou de esposa virtuosa, traída ou não. Tenho pena das mulheres fracas, boas ou más, mas não consigo gostar delas. A mulher deve ser forte na bondade e na maldade.
8. Ficar doida por música clássica, sanduíche, fumaça de charuto, lugares que cheiram a hospital e esmalte de unha preto.
9. Ficar excitada com boates, pontes retráteis, dança de leque, meias no tornozelos, a Bolsa de Valores, badminton ou macetes para aumentar o busto.
10. Morrer de emoção com orquídeas, cartas de amor anônimas, pastas de postais de suvenir, terremotos, braceletes de escrava ou cama de colchão duro.
11. Incomodar-me com prestamistas escoceses ou rapazes que ciciam.
12. Acreditar o pior de alguém sem prova completa, tampouco acreditarei que é inútil lutar contra a sorte – a falsa!
13. Andar quando posso me sentar, ou me sentar quando posso me deitar. Acredito em poupar a energia – para coisas importantes.
14. Escrever um conto sem sofisticação, porque acho que inocência não é o que a inocência faz.
15. Casar-me com um homem bonito demais, um homem que bebe demais ou não segura a bebida como um cavalheiro, um homem fácil de obter ou facilmente levado à tentação – a menos que seja eu quem o leve.

10 Respostas to “Heroísmo por trás da maquiagem”

  1. Caco Says:

    Acho que senso de humor anda em falta geral hoje em dia – venha ele com seios ou não. abraço

  2. Caco Says:

    Acho que senso de humor anda em falta geral hoje em dia – venha ele com seios ou não. abraço

  3. Anónimo Says:

    Uma bela lista, porém percebe-se uma competente atuação por trás dela. Melhor revisar o número 2. Uma pergunta: era para rir?

  4. Lívia Says:

    Mas o outro post se referia a mulheres engraçadas profissionalmente.
    Esse código de conduta supõe-se da vida privada, hum? Embora sua personagem da vez figurasse em grandes comédias, não vale o exemplo.
    No mais, tirando 7, 14 e 15, a lista é bem…hum… nada curiosa.

  5. Lívia Says:

    Mas o outro post se referia a mulheres engraçadas profissionalmente.
    Esse código de conduta supõe-se da vida privada, hum? Embora sua personagem da vez figurasse em grandes comédias, não vale o exemplo.
    No mais, tirando 7, 14 e 15, a lista é bem…hum… nada curiosa.

  6. mantraman Says:

    dentre estas mil e uma neuroses genialmente poéticas e bem humoradas, uma me chamou a atenção : não ficar excitada com pontes retráteis. é maravilhoso!

  7. Camilla Says:

    Aí que está o dilema do seu outro post e desse: o engraçado para um não é engraçado pra outro. Simples assim. Engraçado é uma questão de ponto de vista e estado de espírito. Concordo com alguém ai em cima: era pra rir?
    Mas em todo caso quero ler esse livro!
    Ps. è muito bom como vc assume suas posições. E posições fortes e polêmicas: mulheres não são engraçadas, homens e mulheres não podem apenas ser amigos. Ès decidido e definitivo.

  8. Camilla Says:

    Aí que está o dilema do seu outro post e desse: o engraçado para um não é engraçado pra outro. Simples assim. Engraçado é uma questão de ponto de vista e estado de espírito. Concordo com alguém ai em cima: era pra rir?
    Mas em todo caso quero ler esse livro!
    Ps. è muito bom como vc assume suas posições. E posições fortes e polêmicas: mulheres não são engraçadas, homens e mulheres não podem apenas ser amigos. Ès decidido e definitivo.

  9. Solteira à Procura Says:

    Concordo em gênero, número e grau.

  10. sabrina Says:

    otimo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: