“As mulheres não são engraçadas”



Acabei de ler a última Vanity Fair. Para muitos é a melhor revista do mundo. Americana. A capa é uma resposta a um ensaio feito por um provocador brilhante chamado Christopher Hitchens: “As Mulheres Não Têm Graça”. Ele dizia que o cinema jamais produziu comediantes mulheres notáveis, e nem a televisão, salvo uma ou outra exceção, como Lucille Ball. O feminismo fez mal para o humor feminino. Hitchens nota também que as mulheres, ao contrário dos homens, lidam mal, amargamente, com os sinais de decadência física. Os homens fazem disso graça, e as mulheres se atormentam. O artigo de Hitchens, bem como a resposta, está em http://www.vf.com.
A capa da edição que acabo de ler afirma: “Quem Disse Que as Mulheres Não Têm Graça?” Uma capa soberba, foto de Anne Leibowitz, uma das melhores fotógrafas do mundo. (Alguém conhece aquela capa da Rolling Stone em que Lennon, nu, aparecia em posição de feto na cama ao lado de Yoko? Anne Leibowitz.) Três comediantes jovens na capa, mulheres, e uma delas segura delicadamente o seio esquerdo de outra. Esta a noção feminina de graça? Only in America. Só nos Estados Unidos. Nós homens temos outro nome para isso. Lol.
O texto se esforça, mas a única mulher realmente engraçada que a VF conseguiu encontrar foi Jenna Fischer, de The Office. Verdade. Ela é muito engraçada. The Office é uma série incrivelmente espirituosa, e Jenna Fischer é um de seus pontos altos. Aquele chefe. Steva Carell. O cara é absolutamente divertido. Você ri só de olhar, como acontecia com Jerry Lewis. Ou com Jim Carrey. Homem. Liz Kudrow, de Friends, é ótima. Ok. Concedo. Mas a lista das comediantes mulheres não preenche os dedos de uma mão.
Certo. Você vai dizer: poxa, mas eu sou engraçada. Meu namorado ri de quase todas as minhas piadas. Por exemplo aquela que … Tudo bem. Também me acho divertido. relativamente. Jamais pensei em ser comediante, mas já sonhei ser roteirista de seriado divertido como Friends ou Seinfeld. Então. Sou engraçadinho, acho. Mas não é na pessoa física que estou pensando. É na pessoa “pública”. Gente que faz rir por ofício.

Penso no Brasil. Que comediante talentosa a TV brasileira produziu? E o cinema? E a imprensa? Na imprensa os humoristas de gênio: Péricles, alguns caras do Pasquim, Zé Simão, Chico Caruso. Homens. Hitchens está certo. Levante a mal, e atire pedras, mas só com argumentos e mais que isso nomes, quem tiver outra opinião. Ah, sim. Tenho que dizer que as mulheres possuem tantos, tantos atributos únicos e incomparáveis – ah, sua beleza, sua suavidade, seu andar, e seus decotes de fazer bispo olhar para trás e chutar o poste — que podem muito bem passar sem o incrível senso de humor típico de nós homens. Lol. Laughing outloud, lol, como a gente escreve abreviadamente nos chats online de pôquer. Lol.

14 Respostas to ““As mulheres não são engraçadas””

  1. Anónimo Says:

    Fábio, penso aqui na Marisa Orth, na na Nair bello, inusitadamente em Luana Piovanni que quando tem um papel engraçado o desempenha muito bem, uma atriz mais ou menos nova no mercado, a Juliana Araripe, que fez o Mothern, que étambém bem engraçada… fora uma grande moçada que o teatro brasileiro temm. Mas me pergunto se o Brasil dá risada de mulheres, assim como os americanos dão delas.
    Não sei! gostei do post. serei visitante.
    Bjos

  2. Camilla Tebet Says:

    Esqueci de assinar o comentário acima,,, sou eu! sem graça.

  3. Anónimo Says:

    Penso em Maitê Proença. Não pelos papéis que interpretou, óbvio, até pq deles pouco conheço. Falo é da espirituosidade que transmite, uma graça própria, um certo descompromisso. Será que estou enganada? Meu god! Só pensei e só estou falando :))

  4. bic azul Says:

    Por exemplo, entre os quadrinistas que fazem rir, a lista de homens é bem grande: Jaguar, Henfil, Laerte, Adão, Angeli… A única mulher que faz graça em quadrinhos (que eu conheça, claro) é a Chiquinha (http://www.insanus.org/chiqsland/), mas ela é da nova safra. O que significa que as coisas podem estar melhorando :D.

  5. bic azul Says:

    Por exemplo, entre os quadrinistas que fazem rir, a lista de homens é bem grande: Jaguar, Henfil, Laerte, Adão, Angeli… A única mulher que faz graça em quadrinhos (que eu conheça, claro) é a Chiquinha (http://www.insanus.org/chiqsland/), mas ela é da nova safra. O que significa que as coisas podem estar melhorando :D.

  6. Anónimo Says:

    Ué… será que fui tão desatenta na primeira leitura ou o texto ganhou um parágrafo aí???
    Então retiro meu voto abaixo, exaltado justamente pela graça que não é de ofício rsrsrs
    Assim acabo meio louca.

  7. Lília Says:

    É acho que o papel de palhaço cai melhor no homem mesmo, as mulheres cabem um tipo de humor mais refinado. A quantidade de mulheres em setores onde a maioria sempre foi masculina vem crescendo, e acredito que o mesmo acontece com o humor.
    Quanto ao autor do texto, quanto machismo em atribuir as mulheres qualidades como decotes e suavidade no andar. Mas quanta fxação na fase fálica, não superou sua relação narcisista, revelando uma identificação do ego com o próprio falo. Propenso a desvalorizar a mulher e a se orgulhar de sua “superioridade” masculina.

  8. EDSON Says:

    Uma atriz que acho uma comediante fantástica é Barbra Streisand. Ela já fêz muitas comédias extremamente engraçadas…
    Mas concordo com o Fábio, existem poucas mulheres no ofício da comédia.

  9. EDSON Says:

    Uma atriz que acho uma comediante fantástica é Barbra Streisand. Ela já fêz muitas comédias extremamente engraçadas…
    Mas concordo com o Fábio, existem poucas mulheres no ofício da comédia.

  10. julia Says:

    NAIR BELO , CLAUDIA GIMENEZ E FERNANDA TORRES MUITO BOAS !

  11. Anónimo Says:

    Acredito que só consegue ser engraçado aquele para o qual a vida é leve. E isso realmente não acontece com as mulheres, com seus múltiplos afazeres, com suas múltiplas funções. Elas têm que reunir, incrivelmente na mesma pessoa, características como: ser uma cozineira eficiente; ser uma boa ouvinte; manter a casa impecável; trepar como uma p***, sem pudores, nem culpa. Ah…E ainda há a culpa.

  12. Camille di Carlo Says:

    Como alguém com pensamento extremamente sexista, memória cultural limitada e sem conhecimento real pela história da comédia e do teatro pode escrever um texto cretino desses e ainda o publicar numa revista de alcance nacional como a Época? Um homem como vc, com noções tão pequenas sobre a mulher provavelmente nunca fará uma gozar de fato na cama e só será mais um no emaranhado de homens sem qualquer consciência do que é ter respeito por outros que não tenham pênis (ou que não tenham um pequeno como vc) e não pensem como um. Você é gay mal-resolvido? Odeia mulheres? Levou o fora de uma palhaça? Acho que se tem algo que me consola (e que não é fálico) é o fato de que imbecilidades produzidas por jornalistas que ganham espaço na mídia (se sabe lá o motivo) de tempos em tempos (com entreatos cada vez mais curtos) é que uma idiotice dessas possa virar piada em alguma stand up feita por uma mulher (sim têm várias fazendo, abra os olhos, me faça esse favor). Você quer que eu produza uma lista pra vc de comediantes da Tv/cinema? Do Teatro? (não vou peder meu tempo, faça vc sua pesquisa, se tiver culhão para isso). Com milhares de grupos cênicos espalhados pelo país, sendo que quase 50% desses são voltados à comédia e metade desses são compostos por mulheres. Vc vai a Festivais de teatro – seara livre na qual o machismo já tem pouco espaço? Editores, produtores, diretores de mídia em geral (jornais, revistas, cinema, tv, internet) em sua maioria homens dominantes no mercado (óbvio), meu caro Hernandez, e até mesmo o público é que não está preparado em ver graça na mulher se não for o fato dessa só vestir lingerie ou uma burca. E é justamente para esse fato que o sr. não está atento, ou não quer estar, pois é mais fácil ignorar. Pq esse câncrio machista ainda insiste em não morrer? Do que homens como vc têm medo? O pior é que uma garota de 13, 14 anos que tenha lido esse texto seu na revista acredite mesmo nisso. Vc não tem ideia do desfavor que esse tipo de discurso causa nas pessoas, do impacto cultural que esse tipo de produção literária – com essa pretensão de mostrar uma superioridade masculina praticamente saída das entrelinhas escancarando, na verdade, sua ignorância – ajuda provocar? Acho ótimo que esse sexismo disfarçado comece mesmo a sair da toca, pois queimar sutiãs não foi ainda o suficiente. Saudações.

  13. Camille di Carlo Says:

    Ah, agora entendi: ” Tio Fábio, homem sábio do interior…” depois dessa, vai chupar capim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: