Quero ser especial


Uma querida amiga minha, Mariza Montalbán, uma morena de fazer cego olhar para trás e gritar “uau!”, me perguntou outro dia: “O que a Lenira fez para que você fosse tão apaixonado por ela naqueles tempos? Quero a receita”. Ela se queixou, depois, de que jamais sentiu em nenhum de seus namorados uma paixão parecida com a que viu em mim pela Lenira, long, long time ago, como diz aquela música tão linda, American Pie. Não, pelo menos, depois da segunda semana. A beleza soberba de Mariza Montalbán tem sido suficiente para inspirar paixões arrasadoras, sim. Mas não duradouras.

Foi assim com seu último namorado, Hugo, um jornalista amigo meu. Fui eu quem apresentou um ao outro. A paixão abrasiva de Hugo por Mariza durou seis dias e onze horas. Nem um minuto mais. Outro dia vi Hugo num bar animadíssimo com uma garota bem menos bonita que Mariza. Depois ele me disse que a nova namorada, Pietra, pelo menos não corrigia o seu inglês precário. (Hugo chama Spike Lee de Espique.)

A pergunta de Mariza me obrigou a pensar nas razões pelas quais fui, no passado, um escravo físico e intelectual de Lenira. E cheguei a uma conclusão: isso tudo tem muito mais a ver com atitude do que com beleza. A beleza pode acender uma paixão num homem. Mas só a atitude é capaz de mantê-la. Lenira tinha uma dose assombrosa disso. De atitude.

Lenira fazia você acreditar na ilusão de que era o único homem no mundo. Lenira olhava você como se estivesse olhando para o Brad Pitt. Lenira punha os olhos dela nos seus e não tirava de lá nem para piscar. Um, vários homens bonitos podiam passar por nós, Lenira só tinha olhos para mim. I only have eyes for you, me ocorre agora aquela música romântica americana. Lenira parecia prestar atenção em cada sílaba que eu pronunciava, como se eu fosse Montaigne, ou Flaubert, ou Pitágoras. Mesmo quando eu dizia uma tolice espantosa, Lenira reagia como se acabasse de ouvir uma frase inspirada, genial. Lenira ria da piada mais sem graça que você poderia contar. Seu supremo talento era fazer tudo isso sem aparentar falsidade.

Lenira realmente parece achar você um cara especial.

Isso, na verdade, é tudo que um homem quer de uma mulher. Que não o faça sentir mais um na multidão. Minha bela amiga Mariza Montalbán é o oposto. Mariza sempre dá um jeito de deixar claro que ela é especial. Mariza olha para os homens de cima para baixo. Parece estar fazendo um favor a eles por estar ali em sua companhia. Numa mesa de bar ou restaurante, olha sempre para outros homens bonitos que entram. Parece entediar-se depois de alguns minutos de conversa com seu acompanhante. Seus olhos erram pelo ambiente como besouros, ou bizorros, como dizia Hugo. E, porque lavou louça seis meses num restaurante londrino, se acha no direito de corrigir impiedosamente o inglês de seus namorados, como fez com o convictamente monoglota Hugo. Mariza é zero em atitude.

Lenira era 10 com louvor nessa disciplina. Um dia, no começo da carreira, eu estava arrasado. Uma promoção que eu esperava ansiosamente na redação me foi afinal negada. Meu chefe preferiu promover uma colega mulher com quem devia estar tendo um caso. Eu sabia que escrevia muito melhor que ela, mas sabia também que jamais teria 90 de busto como ela. E então dancei. Quando contei a história para Lenira virou-se para mim e disse: “Você é melhor que todos eles”.

Já faz muito tempo que essa frase foi pronunciada. E já faz também muito tempo que Lenira é apenas uma recordação de doçura intermitente para mim. Mas desde aquele dia, sempre que um vento frio sopra sobre minha alma, sempre que eu procuro sentido para as coisas sem encontrar, sempre que tenho vontade de fugir para dentro de mim mesmo e não retornar, aquela frase de Lenira tão, tão, sei lá, tão pungente, ainda que tão distante da realidade de um escritor vulgar como eu, um loser como os americanos dizem, aquela frase, eu dizia, me volta aos ouvidos como um cobertor numa noite de inverno. Tudo que no fundo o homem quer é que pelo menos para sua namorada ou mulher ele seja melhor que todo mundo.

Lenira me fazia sentir assim.

33 Respostas to “Quero ser especial”

  1. Márcia Gabrielle Dantas Says:

    Eu sou meio Mariza, sem falar tão bem inglês…
    E ando anotando os motivos de só ter paixões e não namorados.No seu texto coloquei mais um na lista:o olhar de bezouro. Eu me entrego sempre.

    bjus Fabio.

  2. Anónimo Says:

    Eu…mais uma llenira na multidão ;))

  3. Lenira Says:

    e muitos preferem as Marizas!

  4. Anónimo Says:

    è infelizmente os homens não dão valor as mulheres que muito se dedicam e que vivem a vida deles. mulheres vamos mudar, por mais que isso nós custe…

  5. ligia Says:

    já li este texto seu antes e, se não me engano, a mulher que fazia isto por voce não se chamava Lenira. Quem era?

  6. Iris Morelli Says:

    Quando se ama,se quer se deseja um homem de verdade ,tudo nele é lindo,maravilhoso e especial.Se não for assim ,a relação não tem razão de ser ,pois fica vazia e sem graça.

  7. PequenAprendiz Says:

    Fabio
    O “bizorro é bizarro!”
    LOL
    Bx!

  8. Julia Says:

    A mulher que só tem olhos para um homem, para aquele que é “o cara”, faz ele se sentir melhor do que todos os outros. Atitude é fundamental.
    bjs

  9. bic azul Says:

    “5. já li este texto seu antes e, se não me engano, a mulher que fazia isto por voce não se chamava Lenira. Quem era?

    ligia | 25/11/07 11:09:52”

    Era a Nadja. Mas nosso homem sincero está apaixonado por novos olhos de besouro agora. Felicidades para eles. Sempre adorei esse texto.

  10. Anónimo Says:

    Engraçado esse texto…desculpe-me, mas acho que todos os apaixonados, gostariam que seus amores os olhassem assim, dessa forma, homens, mulheres, não importa. Quando se gosta de uma pessoa, essa tende a ser especial. E nossos homens deixam muito a desejar nessa parte, porque, hoje, com tanta mulher bonita, eles, coitados, não conseguem deixar de olhar…e olhar…e olhar…acho que nós,mulheres aprendemos com nossos professores…rs. Parece que aprendemos bem a lição. Quem sai perdendo??
    O amor! A vida! Os relacionamentos.

  11. Tania Says:

    Meu caro Hernandez, esse não é um privilégio masculino.
    Nós também gostaríamos de ser olhadas, observadas, sempre!!!!!

  12. Eveline Abreu Says:

    As mulheres são dedicadas por natureza, são mães, é o instinto maternal, são capazes de amar incondicionalmente, poderosas, ficam só durante muito tempo, se viram sozinhas até para criar seus filhos, estudam mais que os homens. Os seres de sexo frágeis são os homens, que por qualquer separação, vão abaixo e tratam logo de casar novamente, dependência. Os homens nascem das mulheres, são criados pelas mulheres e casam-se com as mulheres, e quando estão no estágio final de suas vidas, ainda são amparados pela mulheres.
    Querem mais? Mil vezes as mulheres são melhores do que eles. Todas as mulheres deveriam ter consciência disto.

  13. Anónimo Says:

    Olhos de besouro? Este Bic Azul sabe das intimidades, hein? O que me leva a pensar…

  14. Anónimo Says:

    Nada…O bic azul viu o que todo mundo tá vendo… Um namorinho com aprendiz, bxs, cartomante, filho em 2009.

  15. rachel Says:

    bom, eu fiz o contrário… não corrigia o inglês do cara, mesmo ele morando onde judas perdeu as botas e me levando pra passear em caxambu jamais fiz uma piadinha e não adiantou nada.
    atitude só funciona, eu acho, quando é genuína. aí não é atitude, é adoração. e isso não tem como não cativar o outro.
    eu mesma tenho a maior dificuldade em me livrar do fantasma do meu primeiro namorado, que era assim, como lenira ou nadja, ou sei lá o quê. ele me admirava mesmo, embora eu nunca tenha entendido porquê exatamente. mas admirar da boca pra fora costuma ter o efeito contrário, é meio como uma catapulta…
    enfim… mas gostei, só pra variar, muitão do texto.
    beijos,

  16. Ricardo Steil Says:

    Meu querido amigo. Talvez, já não se lembres de mim. Faz tempo que nos correspondemos. Mas, suas palavras foram fortaleza para minha vida, em um momento difícil. Obrigado por você existir Fábio. Obrigado por tudo.
    Do seu sempre amigo. Ricardo Steil
    Uma frase bonita, de um gênio (Caio Fernando de Abreu) para outro gênio (Fábio Hernandez):

    Não choro mais. Na verdade, nem sequer entendo porque digo mais, se não estou certo se alguma vez chorei. Acho que sim, um dia. Quando havia dor. Agora só resta uma coisa seca. Dentro, fora.

  17. Jerusa Says:

    Só uma pergunta: “P*** q o pariu…pq vc não está com Lenira ??”

    Se possível, nos responda !!
    Obrigada !!

  18. ligia Says:

    Boa pergunta. E com a Nadja que foi quem mereceu esta crônica e muitas outras, segundo o Bic azul. Ela e lenira ficaram olhos nos olhos com você, caro escritor, e o que aconteceu? De que adianta esta p**** de atitude?

  19. Anónimo Says:

    o negócio tá bom,,, Julia e Aprendiz, estão disputando nosso homem a olhos vistos…

  20. Maria Eduarda Says:

    “A fila anda”. Não se pode ficar preso ao passado por uma vida, por mais glórias e misérias que ele tenha proporcionado. É egoísmo demais exigir que o ‘nosso homem’ se congele no tempo e viva apenas de lembranças. O tempo não pára. Devemos saber o momento de virar a nossa página e permitir que os outros façam o mesmo.

  21. Maria Says:

    Nunca me senti tão Mariza, trocando as correções do inglês por insigts de conhecimento adquirido em livros…isso não é bom. Outro dia, minha atual paixão que tem tudo pra ser um bom namorado, mas não é,falou em tom de brincadeira séria depois de eu completar uma informação sobre política: tá vendo, isso q estraga, se fosse qualquer outra mulher iria achar o máximo, vc não, vc tinha q completar, saber mais…ai ai.

  22. Anónimo Says:

    Os melhores contos do Fabio são para paixões perdidas. Os atuais estão tolos.

  23. Mariana Says:

    Fábio,
    Já fiz isso (adoração total e sincera) pelo homem que amei…. e realmente foi um amor que eu nunca havia tido…. me marcou muito!
    Mas só por ele consegui ter adoração… nenhum outro homem até hoje me fez sentir isso!
    Beijos, boa semana!

  24. Anónimo Says:

    Faço exatamente isso pro meu marido…nos casamos a um ano, mas estamos juntos há 6, me dedico, este é o nosso segredo pra até hj sentirmos a mesma vonte de estar juntos, e que faz a eternidade parecer pouco…
    E eu nem sabia que este era o nosso combustivel!!

  25. Anónimo Says:

    Nós mulheres também precisamos de Leniras em nossas vidas…

  26. Patricia Mesquita Says:

    Incrivel como um texto pode mexer tanto conosco… Mesmo depois de tanto tempo.
    Foi por esse texto q me apaixonei por Fabio Hernandez!

  27. Anónimo Says:

    Nossa, você é mesmo muito sincero por admitir ser tão machista a ponto de achar que a sua colega mulher foi promovida por estar tendo um caso com o chefe…

  28. Anónimo Says:

    Nossa! Vc é ótimo! Adoro seus textos.
    Parabéns.

  29. Anónimo Says:

    Caramba! Me vi uma “Mariza” agora! Esta semana mesmo, meu marido reclamou que eu dou mais atenção aos outros do que para ele. E também que eu sempre critico qualquer coisa que ele fala. Pô! Quando ele fala alguma coisa errada, eu quero corrigir, não porque sei mais, mas porque não quero que ele passe vergonha com outras pessoas. Mesmo assim, estou revendo minhas atitudes….

  30. Anónimo Says:

    Acho mais complicado do que parece…cada caso é um caso, mas penso que os homens não gostam muito dessa entrega total, eles estão sempre em busca de conquistar algo na mulher amada e qdo já não há mais nada a ser conquistado buscam em outra pessoa. por essas e outras penso ser uma incógnita a alma humana.
    Gosto muito de seus textos, sou uma eterna românticos em tempos de amores descartáveis onde as pessoas se escondem atrás de máscaras pra esconder o que sentem, pois no fundo buscam mesmo e serem felizes e amadas.
    Bj…Mercya

  31. sabrina Says:

    otimo

  32. Renan de Dijon Says:

    Não se fazem mais Leniras como antigamente.

    Hoje existe essa coisinha pálida, franzina, com vibrador na sacola, gritando por “independência” e “direitos iguais” (?), fruto do cômico movimento feminista; ah, sim, essa coisinha é a mulher “muderna”.

  33. Rafael Corrêa Says:

    Amo esse texto! Li há alguns anos e do nada procurei aqui… “você é melhor que todos eles!”. De vez em quando a gente só quer ouvir essa frase… mesmo sabendo que está sendo dita por amor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: