Sexo e desespero


O sexo pode ser a mais sublime e a mais destruidora manifestação do desespero. Um homem desesperado agarra-se ao sexo como alguém que procura, perplexo e assustado, proteção num temporal repentino. Uma mulher desesperada faz o mesmo. Quando a gente olha para as coisas e não vê sentido, e se pergunta por que, por que, por que, o sexo quase sempre aparece como uma resposta formidável, irresistível. E poderosamente ilusória. O sexo é a esperança de vida. O sexo é a esperança de ressurreição vitoriosa de um caso de amor derrotado. O sexo pode ser um anestésico de curta mas intensa duração para as dores da alma.

Naqueles minutos em que os corpos estão engalfinhados, o desespero cede uma trégua. A aflição como que descansa. Aquela volúpia tão fugaz, aquele êxtase precário por natureza, aquele fragor destinado em breve ao silêncio enfastiado, todas essas coisas parecem por um momento capazes da eternidade. O bêbado de desespero é o bêbedo de sexo. A pena é que a aflição dure tão mais que o prazer. A angústia é, paradoxalmente, libidinosa. Deus, quantas bobagens sexuais não cometemos movidos pelo desespero, quantos passos desastrados, quantas escolhas erradas, quantos abismos mascarados. Quanta dor imposta e recebida em meio a gemidos de êxtase.

O homem sereno, cuja mente não seja tagarela, não é tragado pelo abismo sexual. O homem sereno não se agasta contra as circunstâncias. O homem sereno aceita as coisas como elas são. O homem sereno comanda a mente em vez de ser comandado por ela. O homem sereno não se importa nem com o louvor, nem com a critica. O homem sereno não se perturba diante do fracasso, nem diante do sucesso. O homem sereno não se deixa levar pelos delirantes arroubos do ego. O homem sereno não é grande senão por saber que é pequeno, não é sábio senão por saber que não se sabe nada. O homem sereno prefere jogar uma partida de buraco a se meter numa aventura sexual complicada com a mulher mais gostosa e mais neurótica do bairro.
O problema é que não existem homens serenos.
E muito menos mulheres serenas. O que existe é a serenidade. Mas, como as velhas escrituras tão bem registram, é mais difícil conquistar a serenidade do que conquistar o mundo. É preciso reflexão, perseverança, paciência, fé e todos aqueles atributos que parece que quanto mais perseguimos, mais distantes ficam.

Você. Eu. Nós dois. Foi o desespero que nos uniu, disfarçado em amor. (Mas, Deus que disfarce, que disfarce.) Um escritor barato, uma dançarina de boate tão linda e tão pequena e tão desvairada que eu diria que foi a musa que inspirou Tiny Dancer. “Hold me closer, tiny dancer…” E no entanto tão grande no palco daquela boate decadente do centro da cidade. A falta de perspectiva de nós dois criou a ilusão do horizonte para ambos. Dois perdedores que juntos pareciam um vitorioso. Seus olhos tão tristes, mas fumegantemente vivazes e alegres perante os olhares ávidos e rudes dos homens da platéia. Outros homens devem guardar lembranças bem mais concretas de você. Talvez os seios, talvez a tatuagem de golfinho tão bem localizada. Ou até o feijão com pouco sal. Mas, quanto a mim, a parte que mais me agrada lembrar são os olhos tristemente alegres. Foi o desespero que nos uniu, majestosa dançarina barata. E foi o desespero que nos desuniu.

31 Respostas to “Sexo e desespero”

  1. Cle Says:

    É Fábio, concordo… o desespero que une é o mesmo que leva embora. Há que se pesar as atitudes… e pensar no que vem depois.

  2. Anónimo Says:

    Resgatando?

  3. Flávia Says:

    Fábio,
    Eu nunca ouvi um homem falar tão bem do que tem acontecido ultimamente… hj as pessoas transam por transar… pelo corpo e nada mais…

  4. Anna Says:

    Desespero. Não. Etimologicamente desespero significa deixar de esperar. E não é por deixar de esperar que nos entregamos aos prazeres da carne. Talvez a carência, o medo, a auto-flagelação. Dois. Cúmplices. Com corpos que se chicoteiam para limpar a alma das dores que sente. Chuva lava a alma. Sexo na chuva, lava e purifica.
    O instante em que os corpos se unem é um pedido de um ao outro para que o leve dali. A vontade se ser outra e não eu. Ser aquela dentro dele e deixar de pensar em mim. Fácil. Ilusório. Perfeito.
    Esquecível.
    Afinal, sexo é feito para esquecer e ser esquecido. Quanto sofrimento lembrar que um dia foram um aqueles que se distanciaram.
    Mas no momento, valeu. Purificou-se almas. Limpou-se mentes. O simples ato de ter e dar prazer.
    E ao sair, não posso esquecer que não se deve olhar para trás.
    Seria fraqueza.
    Encheria a alma de culpa.

  5. Anónimo Says:

    OI FABIO ESTAVA C/ SAUDADES DE VC! AGORA NÃO CONSIGO PASSAR UM DIAZINHO SEM LER SEU BLOG…. AH! ESTOU TÃO TRISTE E SEXUALMENTE FRUSTADA, TAVA GOSTANDO E FUI DISPENSADA …GOSTARIA QUE VC ESCREVESSE UM POUCO SOBRE ISTO…. SUA FÃ SOL

  6. Anónimo Says:

    eu goste de mais de voce falar do sexo hoje os homem ,mulheres so que e transar nao pensa em nada so no seu desejos sexoais nao pensa no amor em muito menos na outra pessoa porriso que muitos esta procurando mulher da vida porque ele acaba com o seu desejo em pricisso so pagar e nada mais vai enbora e proto fim de papo do mesmo jeito e as mulher da so porcausa do seu desejo e nada mais ou por dinheiro.beijo este texto e muito bom melhor otimo .

  7. Picles Says:

    Hummm..o sexo…
    Hummm..o amor…

  8. Anónimo Says:

    É… Mas já disse Gabriel Garcia Marques: “o sexo é o consolo quando o amor não nos alcança.”
    =*

  9. Joel Rogerio Says:

    Um orgasmo. Isso, um orgasmo para o intelecto. Agora vi tudo: não passo de uma mosca apanhada pelas sutilezas da aranha. A teia é essa impaciência, essa minha distância da serenidade, é o miserável pseudo abrigo que busca para me proteger das dores emocionais. Ainda que o mundo inteiro estivesse destinado a mim, inexoravelmente o perderei no instante em que a aranha, infalível, aparecer.

  10. Ale Says:

    Oi Fábio!
    Seu Blog foi o meu melhor achado na net nesse sábado de manhã!
    Li a primeira página de ponta a ponta hahaha
    E senti um misto de coisas… ri, quase chorei, relembrei, pensei mto, criei teorias, concordei, descordei… enfim, obrigada por despertar essas sensações nos leitores! Parabéns pelo trabalho!

  11. fi Says:

    eh tudo o q eu precisava ler hoje…

  12. Anónimo Says:

    Beau, triste et charmant !!!!

  13. veruska Says:

    Obrigada “escritor barato “por tantas belas palavras grandiosamente tecidas.Relendo hoje recortes da revista VIP não posso deixar de registrar minha eterna gratidão a você e a um “sábio tio do interior”.

  14. flavio amorim Says:

    o escritor ta de parabens. naum tinha visto até agora (19/08/2007) esse texto. gostei e vou com ceretza comprar esse livro

  15. sumaia Says:

    primeira vez que leio neste blog….gostei….realmente parecem vir da sinceridade as palavras e sem falar que nao falta a emoção que permeia o texto.

  16. Grasiele Dantas Says:

    Olha, cada dia que passa me convenço ainda mais que essa parte onde diz de “escritor barato” é puro marketing rs…Essa então de sexo e desespero arrasou!Acredito que o que escreveu seja nosso verdadeiro “eu” , tentato nos envolver em um mundo cada vez mais distante…
    Desculpe as minhas palavras baratas…(é que nesse mundo de pessoas frívolas e ingênuas ao mesmo…ainda temos temos de pensar que um dia isso mudará…)

  17. dinael Says:

    Fabio: Faça sexo, que com certeza voce irá curar essa depressão.

  18. M. Says:

    É claro que existem homens serenos! E mulheres serenas também!
    Homens bem casados e que estão em dia com suas necessidades sexuais e espirituais, são homens serenos que não sentem falta desses arroubos que você fala a respeito.
    Cara, ou você é solteiro, ou se é casado, é muito mal casado. E tenho dito!

  19. Jussara Says:

    Que comédia os comentários abaixo! Quando estou desesperada e sexualmente frustrada sempre dou uma passadinha aqui para levantar o astral. Eu sempre encontro, nos comentários de suas ‘fãzocas’, o q necessito para ter a certeza de q minha vida é MA-RA-VI-LHO-SA!

  20. Joao Pedro Says:

    já tinha lido esse texto no seu livro e é isso mesmo, otimas palavras!

  21. Anónimo Says:

    É a primeira vez que leio esse blog e amei …realmente o desespero leva ao sexo , só não vale se arrepender depois.

  22. Sanny Says:

    Há muito tempo não lia algo tão profundo…. tão bonito… tão real… tão angustiante!!!

  23. Anónimo Says:

    Cada um e sua circunstancia!!!! Desespero, frustração fazem parte do crescimento de cada pessoa!!! Mas o blog eh legal…

  24. wagner teixeira Says:

    O homem acima de 50 anos vai perdendo o libido e isso é desesperador e frustante. O homem não aceita, e sai em busca de aventuras amorosas.A mulher é mais serena e sabe lidar com essa perda melhor do que os homens. Mais sexo é muito bom.A AIDS vem crescendo justamente entre os homens nessa faixa etária.Tem um poema para o homem de 50 anos:O cabelo esbranquece; o dente apodrece; a barriga cresce; a perna enfraquece; o coração adoece, o p**** desce; a mulher oferece e ele diz: ai meus Deus, se pudesse.

  25. valéria Says:

    Sr. Wagner,
    essa sua descrição de homem de 50 anos só pode ter sido criada diante do seu próprio espelho. Melhor ler mais Fabio Hernandez…

  26. Anónimo Says:

    … nossa horrivel mesmo este comentario deste tal wagner …. sempre penso que estas coisas devam acontecer com os homens de 60 anos em diante …e não um cinquentão … + enfim sou uma mulher e gosto mesmo e de meninos de 25 a 35 anos … cheios de vitalidade …. sol

  27. Anónimo Says:

    hoje em dia, por mais absurdo que pareça, eu acho que é verdade pois o homem desesperado se agarra ao sexo, cigarro e bebidas…
    as mulheres desesperadas cauculam a questão do sexo com menos desespero, até porque para os homens fazerem sexo, eles dependem de um lugar, já as mulheres apenas de um motivo.

  28. wagner teixeira Says:

    Queridinha Valéria o Fabio Hernandez faz uma descrição do homem sereno e afirma que não existe homem sereno e que é muito díficl alcançar a serenidade.Descreve também a dançarina de uma boate decadente, é onde os homens buscam as aventuras amorosas. Talvez seja o retrato do próprio autor na crônica e também o retrato do homem comum em busca de amor e sexo. Os homens acima de cinquenta, começa a perder o libido e conseguem disfarçar isso muito bem, e muitos dizem que é bom de cama. Entender Fabio Hernandez é fácil, dificl é entender você.Prefiro ler Clarice Lispector e suas dúvidas sobre a vida, os homens e o amor.Ah!Ah!Ah!Ah!

  29. Rose Café Says:

    Incrível como também serve pra mulher desesperada também… o máximo esse post, adorei.

  30. Anónimo Says:

    Pobre aqueles que buscam no sexo a anestesia do vazio da alma….o corpo é inferior a alma e não o contrário.Aninha.

  31. arnold Says:

    eeeeee fabião……o psicólogo virtual das mulheres encalhadas….rs!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: