Meus olhos haverão de achá-la


Faço hoje uma coisa que deixei de fazer por tantos anos, e me pergunto por quê sem encontrar resposta: escrevo para você. A verdade é que não tenho encontrado resposta para muita coisa nesta caminhada sobre a Terra, e este é mais um caso.

E dói, como dói. Lembro-me de alguns textos que escrevi em laudas, e sinto uma vontade ridícula, patética de voltar para aqueles dias em que ríamos tanto, sonhávamos tanto e nos amávamos tanto.

Gostaria que você me desse uma cópia daqueles textos: eles serão para mim uma conexão eterna com um tempo cuja lembrança haverá sempre de aquecer e iluminar meus dias de frio e escuridão.

Até o fim.

Gostaria de voltar. Estalar os dedos e voltar àqueles dias, não para reviver a alegria vigorosa e irresponsável de então. Mas para fazer todas as coisas que deveria ter feito e que não fiz. Falar tudo que deveria ter dito e silenciei.

E dançar com você. Quantas oportunidades perdidas, e hoje eu daria tudo para dançar com você e já não posso.

Vi velhas fotos de madrugada e pela manhã. Fico aqui pensando que esta é uma das coisas mais duras de dividir. Muito mais que dinheiro. As fotos. Dou graças a um Deus que nem sei se existe por elas existirem. As imagens. Aqueles imagens.

Uma vida ali, tantos anos, e tudo tão rápido, e tão rápido, e tão rápido. Deus, Deus, eu detesto a fragilidade de tudo, a impermanência. Tão rápido tudo se fez e se desfez.

Do baile, daquele baile, não há foto, mas não é necessário. Lembro tão bem. Estava escrito que você tinha sido feita para mim. Para sempre.

Os sábios dizem que não se deve lamentar o passado.

Pois eu desafio a sabedoria e lamento tantas coisas.

Lamento não ter correspondido às suas expectativas.
Lamento não ter feito as coisas necessárias para que você visse no casamento algo único, lindo, exatamente como você sonhava, duas pessoas tão unidas numa só que não se pode ver a costura entre elas.
Lamento ter destruído seu sonho justo de menina.
Lamento não ter deixado claro quanto a amo, quanto a amei, quanto a amarei.
Lamento não ter dito e mostrado que você é a figura central da minha vida.
Lamento não ter dito e mostrado a você que eu morro sem você.

Não acredito no que você acredita. Que estamos aqui por alguma razão. Que voltaremos depois da morte por alguma razão. Mas como eu gostaria de acreditar, como eu gostaria. E então eu vejo a nós dois outra vez. Nós nos encontraríamos mesmo diante da maior multidão do mundo. Meus olhos. Meus olhos haveriam de achá-la. Você. Eu. Nós dois. Feitos um para o outro. Para realizar o que poderia ter sido e que não foi. Uma outra vida. Nós dois. Sempre, sempre, sempre.

17 Respostas to “Meus olhos haverão de achá-la”

  1. lina Says:

    ha!!!vida dura ,avida continua

  2. Marcus de Juli Says:

    Escrevi sobre isso num texto chamado “Colcha de Retalhos”. Mas confesso que prefiro apenas lembrar das coisas boas vividas e não me deter no que deixei de fazer. Somos imperfeitos, as vezes imaturos, inconsequentes, jovens demais para perceber ou velhos demais para enxergar. Mas somos pessoas comuns e não devemos nos culpar. Jamais devemos nos culpar. Apenas abra aquela garrafa de vinho, sente-se na varanda ou na sacada de sua casa, numa noite qualquer. Beba então devagar, sorvendo cada gota do que aconteceu…a parte boa, a parte engraçada, as situações vividas, os olhares, os beijos e abraços. Beba e não se sinta culpado, pois vc n está fugindo. Vc está brindando a um tempo que faz parte da melhor parte da sua vida e que se iiso n lhe traz ela de volta, pelo menos não o deixa esquecer. E um amor que a gente não esquece será sempre um amor eterno, mesmo que um dia exista outro em seu lugar. Abraço, meu caro.

  3. Marcus de Juli Says:

    Ahhh! Esqueci de lhe dizer…parabéns pelo texto comovente. E obrigado por ter se dado mais espaço…vc merece muito espaço. Grandes escritores não sobrevivem com uma economia de palavras, ainda mais, quando habitam no mundo dos sentimentos e não das coisas prontas e descartáveis. Abração

  4. Alyne Says:

    Caramba. Parece que você está falando o que eu gostaria de falar quando o meu casamento acabou. Também lamento. Fui tão feliz durante tanto tempo. Mas parece que os sentimentos são às vezes como alimentos perecíveis. Tem um prazo de validade. Mas o grande problema é que o amor, se houvesse alguma justiça, deveria acabar ao mesmo tempo para os dois. Não é??
    Eu, agora, depois de quase três anos, com muitos amigos dando força, terapia e muito boa vontade estou começando a achar graça em viver.
    Mas convenhamos, é muito duro.
    Você já deve ter passado por outras. Eu só tive um casamento e um grande amor e acabou. Infelizmente…
    Mas como diz um amigo, bola no mato, que o jogo é de campeonato.
    Espero que você tenha força pra sair mais forte, como diz Niezstche – ” O que não me mata, me fortalece”
    Força então e tente ser feliz. Acredite é possível. Sempre haverá uma luz no final de cada túnel.

  5. Julia Says:

    Querido Fábio, que sensibilidade!

    Aos que sofrem por amor, lembrem-se que só vê a luz quem sai na escuridão.

    Beijo grande,
    Julia

  6. Ayeska Says:

    Lindo texto! Comovente. Se alguém escrevesse assim pra mim, eu voltaria correndo! Bjim.

  7. Murielly Says:

    Intensamente belo.

    *chego novamente a conclusão de que devemos, quase que obrigatóriamente, pensar antes de qualquer ação (pensar, agir). Para evitar o sofrimento, a dor. Nossa ou de outro ser. Amanhã, ou daqui a pouco, pode ser tarde demais.

  8. Cle Says:

    Fábio, seu texto me lembrou um fato que vivi e que resultou num texto também… que segue: “Quem sou eu pra falar de coerência? Uma mulher que, embora as qualidades a façam uma “mulher diferente e completa”, apresenta para o homem que ama, num momento de dúvida, seus piores e maiores defeitos, aqueles guardados nos escombros do seu ser. Foi aí que mostrei que além de uma mulher compreensiva, amável, meiga, amante quente, sou também uma mulher insegura, carente, brava e… incoerente. A incoerência, neste caso, se estabelece na medida em que eu passo de “mulher diferente e completa” para uma “mulher apenas”. Cheia de defeitos, inclusive. Mas que ama porque simplesmente ama.”
    Desculpe a minha ousadia de mostrá-lo.

  9. Sanches Says:

    Cara… Gostei do seu texto.. provavelmente assim como todos que leram… Mas a minha pergunta é: FUNCIONOU?
    Sabe? A maioria das coisas que fazemos ou que não fazemos podem ser concertadas… Mas, algumas palavras que dizemos são gravadas pra sempre e que produzem efeitos eternos… sejam positivos ou negativos.. Essas palavras, depois de ditas.. são como mísseis… Assim que são disparados, não podem ser mais contidos, não importa o quanto tenhamos nos arrependido. E mesmo que, com um imenso esforço, consigamos reconstruir a cidade destruída por aquele míssel que disparamos… ela jamais será a mesma…
    Lamento por coisas que disse e gostaria de ter a chance e o oportunismo para perceber o momento exato de dizer o que não disse. Quem sabe assim eu consiga reconstruir minha cidade.
    Estou torcendo por nós, cara…

  10. Anónimo Says:

    GENTE,LENDO VCS TODOS FICO CADA VEZ MAIS CONFUSA NA MINHA DECISÃO ÀS VEZES PENSO EM CHUTAR O BALDE,LARGAR TUDO SEM OLHAR PARA TRÀS POR TUDO QUE JÁ PASSEI JUNTO COM MEU COMPANHEIRO,MAS NÃO CONSIGO TER FORÇAS PARA ESSA DECISÃO,TALVEZ NÃO SEJA O MOMENTO,TALVEZ NUNCA SERÁ O MOMENTO!QUEM SABERÁ ME DIZER ? APENAS O TEMPO OU O MEU CORAÇÃO…….

  11. Simone Says:

    Senti nas suas palavras a emoção de alguém que viveu algo realmente verdadeiro..E neste mundo de tantos perdidos..Vc se encontrou ao encontrar alguém..e conheceu o amor..sim, isso é amor..Que não se acaba com o tempo nem se apaga com a distância..A vida continuará sim, mas talvez este sentimento seja único na sua vida..E quer saber? Feliz de vc..”pq esta vida só se dá pra quem se deu, pra quem chorou.. pra quem sorriu, pra quem sofreu..” Sinta-se uma pessoa mais completa, q viveu o q poucos conseguem neste mundo tão materialista..viveu o q mts nunca viverão..Apesar de toda dor..um dia vc verá q tudo valeu a pena..faça deste passado a grande lição que a vida lhe deu para sua vida futura…Lembre-se: a saudade só existe pra quem teve um passado feliz..

  12. Anónimo Says:

    Fábio, seu mostra seu grande amor, sim, porque não da para escrever assim com tamanha emoção sem ter vivido sentido. Mas uma pena vc não acreditar que a vida continua e voltamos sim aqui para cumprirmos os designos de Deus estabelecidos através de nossa alma. Lembre-se ” Tudo passa só fica o Amor, só ele permanece, até na eternidade”

  13. Anónimo Says:

    acredito na ressurreição, mas não devemos (nem podemos) estragar e nem perder as oportunidades que se apresentam hoje.não temos o direito de deixar nossas vidas para depois.

  14. Anónimo Says:

    Parabens pelo maravilhoso texto.Tive um companheiro durante 17 anos.Faz 18 meses que ele faleceu. Teve cancer durante 12 anos. Por mais que eu me dediquei a ele, respeitei, ajudei, parece que ainda ficou faltando tanto para dizer.Hoje eu sinto muita saudade, gostaria de começar tudo outra vez. Acredito que exista vida após a morte e é pensando nisso que tenho forças para continuar.
    Um abraço.

  15. Lili Says:

    Uma das coisas mais lindas que eu já li na vida.
    Momento exatamente igual.
    Se um dia eu tiver outra vida…

  16. Marisa Says:

    Lindo! Queria ouvir isso de um homem… Mas ele nunca terá coragem de dize-lo… Seja por covardia ou por que acha que não irá adiantar… Por que ele não tem a sua coragem? Ou será que sou eu quem subestimou seus sentimentos? Afinal, se ele gfostasse de mim, teria me traído?

  17. Valessa Ritter Says:

    Adoro esse texto… Um dos melhores que já li

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: