Paixão e caixão


Um artigo de uma revista americana diz que um pouco de guerra num casal pode dar, na hora das pazes, num sexo deslumbrante. Havia até algumas evidências supostamente científicas para apoiar a tese. Pensei o seguinte: pobres dos leitores que decidirem testar. Guerra no amor não se controla como uma pipa, para a qual você dá mais linha ou menos linha de acordo com o vento. Dados os primeiros disparos, não há retorno possível. Os amantes que iniciam uma guerra talvez subam aos céus nas reconciliações sexuais, mas descerão depois ao inferno para não mais saírem, miseravelmente derrotados. O inferno só vai terminar com o fim do romance. Se o homem e a mulher estiverem inteiros, o máximo que conseguirão dizer é: sobrevivi. E não será pouco. Um dos destinos clássicos da guerra amorosa, como na guerra convencional, é o caixão.

3 Respostas to “Paixão e caixão”

  1. Thais Says:

    Guerra no amor, um sentimento pobre , insustentavél,sem valor.

  2. Cristiane Says:

    Um relacionamento de verdade ñ precisa recorer a guerra pra ter paixão no sexo.
    Basta ir a um sexshop kkkk ambos sairam inteiro
    e bem longe do caixão.

  3. Tay Says:

    lembrei agora de uma observaçao de minha ex-terapeuta de casal..
    de q estavamos jogando tennis e deveriamos jogar frescobol..
    amor é cooperação e não competição.
    realmente a guerra, principalmente de egos, não compensa.
    sou prova viva.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: