A infância com o pai


“Enquanto o carro se movia, ele ao lado do pai sonhava sonhos que se desfariam. Mas que importância a realização ou não de um sonho tem para um menino capaz de arregalar os olhos e ver coisas tão lindas pela frente? O escritor barato talvez tenha esquecido que um dia acreditou, e a simples recordação de que nem sempre foi descrente pode aquecê-lo por dentro e lhe devolver alento e, por que não, uma dose de fé ingênua que quem sabe o ajude a atravessar os invernos.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: